Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Empresário espanhol condenado a pena de prisão por dívidas a toureiros

  • 2017-01-06 15:58
  • Autor da Foto: D.R.


Empresário foi condenado por burla qualificada

Segundo informa o jornal 'El Pais', na sua edição on-line, o Tribunal da Audiencia Provincial de Sevilha condenou a dois anos de prisão um empresário espanhol, por burla qualificada e por dívidas a um rejoneador, no valor de 41.878€ e a um matador de touros, no valor de 71.841€.
Na sentença publicada a 18 de Outubro, é declarado como provado que entre Março e Setembro de 2008, o empresário agora condenado praticou os delitos, umas vezes em nome próprio, outras utilizando as empresas, Toros Sierra Norte S.L., Toros Imperial S.L., Servicios Taurinos del Norte S.L. y Multigestiones Pineda S.L., das quais é único proprietário, contratando os serviços de um rejoneador e de um matador de touros, para actuar em diversos espectáculos taurinos.
De acordo com o relatado, o empresário pagava parte dos honorários aos toureiros em dinheiro, prometendo para depois o pagamento do restante, emitindo notas de dívida que nunca liquidou, acumulando assim dívidas a rondar os 120.000 a ambos os toureiros.
O empresário foi condenado a dois anos de prisão por burla qualificada, ficando a pena suspensa por quatro anos, caso este não volte a cometer o mesmo tipo de crimes neste período e tenha efectuado o pagamento aos toureiros no prazo de dois anos, acrescendo ainda as taxas judiciais no valor de 1.080€.