Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Barquinha – Triunfo ganadeiro em tarde entretida

  • 2017-06-11 21:10
  • Autor: Solange Pinto
  • Autor da Foto: João Dinis


A Barquinha foi hoje palco de uma corrida de touros, com triunfo maior para o ganadeiro Joaquim Alves.
Assim, e frente a reses de Pinto Barreiros e São Torcato, actuaram os cavaleiros Gilberto Filipe, Paulo Jorge Santos e Marcos Bastinhas, com pegas a cargo dos Amadores do Montijo, Tomar e Chamusca.
Meia lotação preenchida para um espectáculo na generalidade, entretido.
CRÓNICA DA CORRIDA
GALERIA FOTOGRÁFICA

É um ambiente descomprometido e leve aquele que se vive em Vila Nova da Barquinha.

O tempo quente ‘empurrou’ literalmente o público para uma sombra que se evidenciou muito composta, sendo que nos sectores de sol, foram poucos os que estiveram… O cartel era apropriado a um tauródromo deste género e o curro de toiros, muito acima da média para que se exigiria em primeira análise.

Comece-se então por aí. Bons toiros de Pinto Barreiros e São Torcato, motivando mesmo o seu criador a dar volta à arena, depois de lidado o quinto, da ganadaria São Torcato. Triunfo maior para Joaquim Alves. Os seis toiros, ou cumpriram ou deram mesmo bom jogo, apresentando-se rematados e com mobilidade e som. Assim, sim!

O espectáculo promovido pelo empresário Abel Correia, foi na generalidade entretido e fez desfrutar as bancadas. Actuaram os cavaleiros Gilberto Filipe, Paulo Jorge Santos e Marcos Bastinhas.

Gilberto Filipe exibiu regularidade frente aos dois toiros lidados. Dos seus conhecimentos no campo da equitação ninguém duvidará e foi isso que ali pôs em prática. Nas suas duas prestações e depois de cumprir a ferragem inicial, deixou curtos de boa execução, em funções ritmadas e comunicativas.

O mesmo registo manteve o ginete Paulo Jorge Santos. Andou mais vistoso e regular na sua primeira exibição, aquela em que deixou a ferragem com maior garbo. Terminou com violinos e palmo e o bailado do ‘Bailador’. Frente ao primeiro do seu lote, houve mais irregularidade por parte do ginete, consentindo um outro toque na montada.

Marcos Bastinhas, também cumpriu de boa forma a sua passagem pela Barquinha. Cravou com regularidade, exibindo alegria durante as suas estadias na pequenota arena. Bregou com eficácia e desembaraço. Nos términos das suas funções, deixou palmitos de boa nota, não havendo no entanto, pares de bandarilhas como é seu apanágio.

No campo das jaquetas de ramagens, tudo decorreu com aparente facilidade. Em praça estiveram os Grupos de Forcados Amadores do Montijo, Amadores de Tomar e Amadores da Chamusca.

Pelos do Montijo, em duas pegas efectivadas ao segundo intento, estiveram na cara dos toiros, os forcados Gonçalo Costa e Rúben Pratas.

Pelos de Tomar, foram na linha da frente, Francisco Coelho e João Oliveira, em funções consumadas à primeira tentativa, bem como os da Chamusca, que pegaram também ao primeiro intento, pelos forcados Francisco Borges e Miguel Pesseque.

Dirigiu com acerto, Lourenço Luzio.

Meteorologia