• geral@touroeouro.com

Segredos d'Ouro - 'Lotações, questões e outros 'ões'...'

  • 2018-07-02 22:44


Era bom que as ‘discussões’ e debates do ‘mundillo’ taurino, se concentrassem nos toiros… afinal de contas, são eles, ou deveriam ser, os grandes protagonistas da Festa.

Neste âmbito, houve este fim-de-semana, ‘sururu’, quer nas corridas de Évora, quer na de Monforte… A verdade é que, no caso de Évora, em concreto na inclusão, ou melhor, exclusão de dois dos ‘jaboneros’ anunciados, há que dizer que ‘acidentes’ acontecem e que as imagens dos toiros em questão, a que o TouroeOuro teve acesso, mostravam bem, a impossibilidade da saída à arena dos mesmos…

No que concerne às reses de Paulo Caetano, saídos em Monforte, num cartel invejável, não há questão… ou seja, como referimos na crónica, não estavam sobrados de quilos, mas o fenomenal jogo dado, fez com que os protestos fossem quase nulos, ao contrário do que se leu por aí e pasme-se, de alguém que ali não esteve… coisas da nossa ‘traumaquia’, que perdurarão enquanto certos ‘jogadores’ por aqui permanecerem…

Ainda sobre Évora e tratada que está a questão dos ‘jaboneros’, há a ainda a perceber, ou não, se a praça estava esgotada ou cheia… O TouroeOuro frisou que estava cheia, quando outros disseram que estava ESGOTADA. Acreditamos e até aceitamos que nos pudéssemos ter equivocado, contudo, continuamos sem entender a não colocação da ‘placa’ a dizer ‘ESGOTADO’. Não conheci até aos dias de hoje, empresário que não tivesse orgulho em faze-lo… Alguém explica? Valores mais altos se levantaram?

A verdade é que na bilheteira não havia bilhetes, mas, soubemos de alguém, que tinha bilhetes reservados e que não foram levantados… E as cadeiras, ficaram, imagine-se, vazias. Estranho, não?

Saímos do Alentejo e paramos mais próximo do Tejo… Creio, que muito mais importante que tudo isto, é um empresário em declarada campanha para o próximo ano, vir falar do sucesso da sua corrida e dos três quartos de casa que ali meteu… Ficamos felizes, mas, não seria motivo de maior orgulho, honrar com compromissos assumidos no passado ano… Noutros tempos foi ‘figurado’ com nomes de animais, mas parece que não bastou…

Bem mais importante que tudo isto, é o caso das praças que correm o risco de não abrir este ano… Além do importantíssimo caso da ‘Carlos Relvas’, em Setúbal, há três praças do concelho de Moura que podem não dar espectáculos, estando os casos, sob análise primeiramente do LNEC – Laboratório Nacional de Engenharia Civil, a fim de elaborar parecer para servir de suporte à futura decisão da IGAC. Falamos dos tauródromos de Amareleja, Póvoa de São Miguel e Sobral da Adiça.

Relembramos, que estas praças, foram sendo construídas ao longo dos tempos, com doações de diversas entidades e instituições, não havendo por isso, em tempo algum, um projecto na sua génese. É, ou foi, esse projecto inexistente, o motivo desta ‘porta fechada’, pelo menos, nesta primeira instância.

Com os ‘nervos em franja’, andam alguns directores de corrida, com a ‘entrada’ de outros novos indivíduos para o mesmo cargo. Fonte da IGAC, comentou ao TouroeOuro, que o processo de candidatura, está a ser feito com total e visível transparência, de modo precisamente a evitar burburinhos…

Por falar em burburinhos…

A corrida do próximo dia 20 na Póvoa do Varzim, continua a dar que falar… O TouroeOuro sabe de todas as movimentações de bastidores, mas escusa-se a contá-los, a bem da Festa…

Continuamos a achar, que, a fortíssima possibilidade desta ser a última temporada naquela praça, é sim realmente grave e que os recortadores, ao pé disto, são peanuts…

Nós por cá a alertar e eles por lá, os da Federação, a deixar transparecer que pouco ou nada se pode fazer… continuemos assim que estamos bem…

Para entreter o pessoal, a Federação resolveu fazer um cartão, que a si, chamará mais uma taxa, ou seja, a segunda paga pelas empresas… se já contribuem com um ‘x’ por corrida, agora e caso adiram, contribuíram com mais 4% por bilhete…

Cardinalli em Badajoz e novamente Cardinalli, em Évora… O aficionadíssimo Vítor Hugo, anda na rota dos melhores…

Como de olhos postos no melhor, andam os copiadores de cartazes e notícias, não cumprindo as mais básicas regras da comunicação social… Eles copiam, eles nem percebem que se nota que copiam… nasceram mesmo e só, para ‘cartazeiros’ e o resto são cantigas…

Vamos, mas voltamos, doa a quem doer, porque a nós, o que nos interessa é a verdade, a Festa e a sua sobrevivência, mesmo e quando isso irrita a muitos, mas sobretudo aos compadrios aos quais não cedemos, nem nos vergamos!

Meteorologia