• geral@touroeouro.com

Redondo - Faltou bravura nos toiros para o êxito total no Coliseu...

  • 2018-10-06 11:46
  • Autor: António Carneiro
  • Autor da Foto: António Carneiro


Três quartos de casa e um espectáculo condicionado pelos touros, com palco, ontem, no Coliseu do Redondo.
Lidaram-se touros de Joaquim Brito Paes, sendo os cavaleiros em cartel, Luís Rouxinol e Vítor Ribeiro, que actuaram em mano-a-mano.
As pegas estiveram a cargo dos Grupos de Forcados Amadores de Portalegre, Redondo e Beja.
CRÓNICA DA CORRIDA
GALERIA FOTOGRÁFICA

Por ocasião da Festa de S. Francisco realizou-se, no feriado de 5 de Outubro, mais uma corrida de toiros na vila alentejana de Redondo, levada a cabo pela Associação de Tauromaquia local.

A tarde esteve convidativa e os aficionados marcaram presença, quase preenchendo por completo as bancadas do Coliseu, cerca de três quartos de casa, para ver um cartel atrativo, um mano-a-mano, entre Luís rouxinol e Vítor Ribeiro, três Grupos de Forcados, de Portalegre, Redondo e Beja e um curro de toiros bem apresentado da ganadaria Engº Joaquim Brito Paes, mas mansotes e sem raça.

Luís Rouxinol abriu praça e foi protagonista de duas boas lides. Deixou os compridos à tira e os curtos em sortes frontais, citou com classe, cravou de alto a baixo, rematando os ferros, exibindo-se igualmente em bom plano na brega desenvolvida.

Vítor Ribeiro esteve bem com a ferragem comprida e um pouco aliviado ao reunir, mas viu-se com agrado na preparação e remate dos mesmos.

Perante os maus adversários que lhe tocaram em sorte, deu-lhes a volta com saber e conseguiu ultrapassar as dificuldades, mesmo assim deixou alguns ferros muito aplaudidos.

Quanto à forcadagem, resolveu sem problemas a papeleta, destacando-se a última pega da corrida, do grupo de Beja, por intermédio de Francisco Patanita que concretizada com valor ao primeiro intento e Mauro Lança que se fechou com ganas à segunda tentativa.

Pelos Amadores de Portalegre foram caras, Fábio Mourato e Marco Raimundo ao primeiro intento.

Pelo grupo da Casa, os Amadores do Redondo, foram solistas Jorge Gato, numa boa pega de caras, e Luís Feiteirona.

Dirigiu o espetáculo com acerto o Sr. Agostinho Borges.

 

Meteorologia