• geral@touroeouro.com

A crónica de Alcácer do Sal

  • 2018-10-07 10:49


O TouroeOuro apresenta as mais sinceras desculpas pelo facto de ter que apresentar esta 'crónica' do festejo ocorrrido hoje, na emblemática Praça de Touros João Branco Núncio, em Alcácer do Sal.

Entende a direcção deste órgão de comunicação devidamente credenciado e registado na ERC - Entidade Reguladora da Comunicação Social, que não deve, nem 'PODE', com os direitos de que dispõe, por estar devidamente legalizado no que à sua actividade concerne, estar sujeito a pressões ou chantagens de género algum, para a realização de qualquer evento de cariz tauromáquico.

Por tudo isto e para que se constante o estado da nossa tauromaquia e do errado entendimento dos seus agentes face à acção da imprensa, entendemos, tornar público, o conteúdo e o 'desenrrolar' dos pedidos de credenciais para a cobertura do espectáculo de Alcácer.

Após solicitarmos acreditação, em tempo oportuno e de acordo com as regras, foi-nos comunicado por parte do empresário do tauródromo alentejano, que 'também gostava que as mesmas fossem divulgadas no vosso site. NÃO peço que façam publicidade, apenas que dêem a notícia que se vão realizar (com ou sem cartaz), ou que mostrem os touros que vão ser lidados', salientando ainda que se 'fico a aguardar, entre hoje e amanhã, que saia alguma notícia e, nesse caso, terei uma senha para o vosso fotógrafo. Caso contrário, se a corrida para vocês não existe, não faz sentido fotografar coisas que não existem...', deixando implícito que a entrada para o nosso colaborador, designado para fazer a cobertura (crónica e galeria fotográfica) dependeria da publicação de notícias, que de acordo com a politica do TouroeOuro se inserem no campo da publicidade, conforme temos contratado por outras empresas.

Desse modo, foi explicado ao empresário que anteriormente saíram duas notícias (http://touroeouro.com/article/view/17437/outubro-em-alcacer-comeca-a-ganhar-forma e http://touroeouro.com/article/view/17459/rematado-o-cartel-de-alcacer-do-sal) que oportunamente noticiaram a realização do espectáculo, pelo que alegava não tinha fundamento...

Em resposta, o empresário volta a afirmar o anteriormente dito, e que no entender da Direcção do TouroeOuro demonstra o claro entendimento que alguns dos intervenientes no espectáculo tauromáquico possuem em relação à imprensa/publicidade... refere o empresário, 'Ok, duas notícias. A primeira apenas refere touros e forcados e, mesmo assim, de forma errada [havia o TouroeOuro avançado com a primeira notícia, sem confirmação oficial], . A segunda dá efectivamente o cartel correcto, mas tem quase um mês. Não achas que os vossos leitores teriam interesse em saber que, este fim de semana, há uma corrida em Alcácer? Até hoje, como sabes, nunca vos neguei senhas nem convites, mas acho que isto é um bocadinho de mais.', Concluindo de forma bastante clara, 'Podem contar com a senha mas espero que publiquem alguma coisa, nomeadamente o peso dos touros quando, amanhã, o receberem.'

Deste modo, e após decisão da Direcção do TouroeOuro, resolvemos então abdicar de relatar o espectáculo, em nome da isenção e independência, seguindo o processo para a Entidade Reguladora da Comunicação Social, pois não pode um órgão de informação estar refém da publicação de notícias 'a vulso', dando conta de todos os detalhes do espectáculo, por se inserirem no campo publicitário...

Muito nos estranha esta posição agora tomada pelo empresário Vasco Durão, pois entre ambas as partes sempre houve cordialidade e respeito.


Apenas nos lamentamos, que haja em Portugal, quem ceda a este tipo de prepotentes equívocos face aos direitos da imprensa.