• geral@touroeouro.com

Opinião d'Ouro - A Moeda que é o Sr. Primeiro-Ministro!

  • 2018-11-12 02:54
  • Autor: Solange Pinto
  • Autor da Foto: D.R.


'...Percebam de uma vez por todas, que não podem estar sozinhos… agende-se de uma vez por todas, uma manifestação em grande escala, bem programada, bem estruturada e nós, cá estaremos para apoiar e fazer parte da luta à entrada desta ‘vergonhosa moeda’.

Estão na moda as cartas abertas, só não sabíamos, que o Sr. Primeiro-Ministro de Portugal, iria utilizar esta forma de comunicar, para responder não só, obviamente, a Manuel Alegre, mas, também a todos os ‘taurinos’ que se colocaram evidentemente contra a Ministra da Cultura.

António Costa, deu o seu parecer, diga-se, estapafúrdio, com argumentação obsoleta e sobretudo, em tom radical, abusivo e que, contradiz a sua história enquanto político.

Sabemos todos, que embora António Costa tenha nascido em Lisboa, tem forte ascendência goesa, o que nos transporta imediatamente, para a convicção de que a tauromaquia, não seria parte da sua identidade cultural… Ainda assim, Costa, aquele que administra o nosso país, perdeu todas as estribeiras, por deixar implícitas, comparações entre a tauromaquia e a pornografia… Aberração sem limites, sobretudo quando nos recordamos, quem em 2010, António Costa condecorou o Grupo de Forcados Amadores de Lisboa, sendo ao tempo, Presidente da Câmara Municipal de Lisboa.

Do que achamos do Secretário-Geral do PS, abstemo-nos de comentar… Mas sabemos, que não é este o indivíduo que deve estar à frente do país. António Costa, exibiu na carta aberta a Manuel Alegre, a sua tendência para ‘moeda’, ou seja, tem duas caras e sobretudo, conduz as suas ideologias, como ao momento mais lhe convêm e claro, está à vista que a concertação com todo o sector de esquerda, tem que ser uma realidade.

Cabe-nos a nós, saber distinguir o trigo do joio e não escolher esta ‘moeda’, como pagamento das nossas ‘contas’…

A Petição Pública para demitir a Ministra Graça Fonseca, foi até ao momento, a única medida realmente visível tomada por parte da Federação que defende a Festa. A Prótoiro, foi ‘forçada’ a contar com a ajuda de todos os meios de comunicação taurinos para difundir a medida e estes últimos, não bateram com a porta a uma Prótoiro que até aqui, tem vivido de forma absoluta e incompreensivelmente fechada.

Até ao momento, não houve, nem há, qualquer reacção a esta carta aberta do Sr. Primeiro-Ministro António Costa, ou não fosse hoje dia de descanso, da Agência a quem supomos que a Federação pague para comunicar… Paupérrimo serviço.

António Costa provocou um terramoto na tauromaquia e o hospital de campanha que a esta altura deveria estar montado, transformar-se-á em atendimento no centro de saúde, lá para amanhã, segunda-feira, com calma e pulseira verde, porque temos tempo…

Senhores aficionados, não se pode esperar mais. Das duas, uma… Ou não se tinha dado eco à situação, de forma a não provocar o terramoto (justificando assim a existência de alguns postos de trabalho no seio da suposta plataforma que defende a Festa), ou, se provocado está o abalo sísmico, anunciem por favor, rapidamente, o estado de calamidade, pedindo o apoio de todos os profissionais de tauromaquia, mas também, o de todos os populares, que é o mesmo que dizer, dos aficionados.

Percebam de uma vez por todas, que não podem estar sozinhos… agende-se de uma vez por todas, uma manifestação em grande escala, bem programada, bem estruturada e nós, cá estaremos para apoiar e fazer parte da luta à entrada desta ‘vergonhosa moeda’.