• geral@touroeouro.com

Olivença - Um português de outra galáxia

  • 2019-03-09 13:42
  • Autor: Solange Pinto
  • Autor da Foto: João Dinis


O terceiro espectáculo de Olivença, teve como grande protagonista Juanito, saindo em ombros pelo corte de duas importantes orelhas ao segundo toiro do seu lote.
Actuaram ainda Diego San Román e Carlos Dominguez, frente a reses de diversas ganadarias.
CRÓNICA DA NOVILHADA
GALERIA FOTOGRÁFICA

Juanito, o português Juanito, foi o elo dourado da novilhada que hoje teve lugar em Olivença.
Frente ao primeiro novilho da tarde e primeiro do seu lote, pôs tudo de si, mas, a verdade é que a matéria-prima foi escassa, sendo que a rês de Carriquiri não colaborou, evidenciando sim, perigo por todos os poros.
O público reconheceu o esforço do toureiro e não fosse o deficiente manejo da espada, teria sido premiado com um troféu.
Frente ao segundo, da ganadaria de El Freixo, propriedade do matador de toiros El Juli, Juanito voltou a dar brado e a sua vontade e ganas de triunfo, falaram mais alto.
Embora o novilho se tivesse rachado prematuramente, o espada quis e quis muito, recebendo o oponente à porta gaiola, pondo de imediato o público consigo. Faena iniciada no centro da arena, com argumentos, com sabedoria adequada ao seu estagio e uma faena muito solvente e importante.
Bem de verdade, atirou-se a matar de forma impressionante, sendo 'agarrado' de maneira feia, espalhando o pânico.
O verde garrafa do seu traje de luces, representa a esperança, cada vez mais forte, de termos um português na ribalta.
Actuaram ainda Diego San Vicente, melhor no primeiro que no segundo, mas ainda assim, foi apenas reconhecido com uma ovação, tal como havia conseguido Juanito no primeiro do seu lote. No segundo, Román viu-se a braços com um novilho sem potabilidade.
O jovem aluno da Escola Taurina de Badajoz, debutou com picadores, obtendo êxito inegável. Grande primeira actuação, recebendo o novilho com duas largas afaroladas de joelhos. Bem andou também com a flanela rubra, desenvolvendo uma grande prestação.
Frente ao segundo e novilho com que se encerrou o festejo, andou vistoso, tendo cortado duas exageradas orelhas.
Lidaram-se ainda reses de San Pelayo, Alejandro Talavante, José Luís Iniesta e Vistalegre.
A Praça de Touros de Olivença, registou meia estrada.