• geral@touroeouro.com

Cartaxo – Hino de Parreirita em mais uma vitória da tauromaquia

  • 2019-05-01 22:26
  • Autor: Rodrigo Viana
  • Autor da Foto: Carlos M. Pedroso


Realizou-se na tarde de hoje, a tradicional corrida de 1 de Maio no Cartaxo.
Em praça estiveram os cavaleiros Ana Batista, Manuel Telles Bastos, Paulo Jorge Santos, Parreirita Cigano, David Gomes e Veronica Cabaço, com pegas a cargo dos Grupos de Forcados Amadores de Ribatejo, Chamusca e Cartaxo, com toiros de José Luís Vasconcellos e Souza D'Andrade.
A Praça de Toiros do Cartaxo, registou cerca de três quartos de entrada.
CRÓNICA DA CORRIDA
GALERIA FOTOGRÁFICA
ASSIM ACOMPANHAMOS EM DIRECTO

Foi neste Primeiro de Maio – dia do trabalhador que se celebrou mais um dia do trabalhador da lezíria, o campino! Cartaxo era palco de mais uma edição das festas do vinho e do pão e arriscando, dada a reinauguração, praticamente à mesma hora da Arena d’Almeirim, a empresa Ovação e Palmas levou-a na mesma por diante tendo óptimo resultado! Foram três quartos de entrada fortes aqueles que preencheram este antigo, dado que comemora o 145º aniversário, tauródromo na capital do vinho plantado. O momento da tarde viveu-se aquando do último curto da lide do quarto toiro da tarde, que mereceu volta ao seu proprietário, no entender do director de corrida. Foi um hino! Que coração teve Parreirita e que coração teve o cavalo “Banquete' com ferro de Rio Frio. Um minuto e meio de silêncio, cavalo e toiro a menos de um “palmo de terreno” e de repente o astado arranca-se e o cavaleiro tem tempo de fazer uma batida acentuada ao pitón contrário e sair de forma exuberante, levantando, arrisco-me a dizer até os mais cépticos. O jovem ginete jogava em casa e desde que pisou a arena até ao último momento em que com a sua montada deu a segunda volta de agradecimentos foi bastante aplaudido.

Ana Batista teve uma lide em crescendo face a um oponente reservado, que tal como os restantes, pertencia ao ferro de José Luís Vasconcelos e Sousa de Andrade. O astado media a todo o seu redor e ainda assustou após a cravagem do segundo curto da ordem, com um forte toque na sua montada. Os últimos curtos com que fechou a sua passagem pela arena do Cartaxo foram de nota bastante positiva.

Manuel Telles Bastos enfrentou um exemplar que de saída denotou alguns problemas físicos, tendo ao longo da lide se deitado por um par de vezes. O estilo clássico do toureiro foi uma evidência, tendo o ginete da Torrinha deixado uma boa série de curtos, em sortes frontais com cravagens de alto a baixo, não havendo remates muito vistosos devido às poucas possibilidades da rês que lhe tocou em sorte.

O terceiro cavaleiro em praça fora Paulo Jorge Santos que mais uma vez não defraudou o bastante público que acorreu a este bonito tauródromo. Comunicação e alegria contagiante, a chegar muito às bancadas, e a desenhar uma lide com principio, meio e fim, fechando com dois ferros de violino e dois palmitos de boa nota.

Após o intervalo, e da excelente prestação de Parreirita Cigano, saiu à arena cartaxense, David Gomes, que teve uma tarde regular, onde tem um bom curto, onde citou de largo e cravou ensu sítioe fechou a sua prestação com um palmito e um par de bandarilhas de nota bastante elevada.

Para fechar a parte equestre do festejo, e após forte colhida em Sousel, reaparecia Verónica Cabaço que iniciou lide de uma forma um pouco irregular, o que se compreende dado o susto que teve há meia dúzia de dias. Nos curtos melhorou um pouquinho, tendo dado ar da sua graça e terminando com ferro al violín.

Havia em disputa um troféu para a melhor pega da tarde, onde concorriam os grupos de forcados amadores do Ribatejo, Chamusca e Cartaxo. Pela formação do Ribatejo foram caras Ricardo Jorge com uma excelente primeira ajuda de João Pedro Branco, à terceira e Ricardo Regueira ao primeiro intento. Pela malta que viajou desde a Chamusca foram à cara Hélder Delgado e Bernardo Borges, naquela que viria a ser a vencedora do troféu, ambas à primeira tentativa. Pelo grupo da terra, foram ao toiro, Fábio Beijinho, consumando ao quarto intento, a sesgo, após bastantes tentativas em que o astado não se arrancara e por fim, José Ribeiro ao primeiro intento.

A corrida foi dirigida pelo Sr. Marco Gomes, assessorado pelo Dr. Hugo Rosa numa tarde em que quem venceu foram os aficionados por preencherem, praticamente por completo, duas praças que distam cerca de trinta quilómetros.