• geral@touroeouro.com

Salvaterra – Banho de pó e do grande toureio de Palha

  • 2019-05-12 22:36
  • Autor: Solange Pinto


Realizou-se na tarde de hoje, em Salvaterra, um Concurso de Ganadarias, cujos vencedores, foram os exemplares de António Silva e Veiga Teixeira, para os prémios de Apresentação e Bravura, respectivamente.
Actuaram António Telles, Luís Rouxinol e Francisco Palha, bem como os Grupos de Forcados Amadores de Santarém e Coruche.
Três quartos de entrada, em tarde quente…
CRÓNICA DA CORRIDA
ASSIM ACOMPANHAMOS EM DIRECTO (COM VÍDEO)

Num dia em que se assinala uma das aparições de Nossa Senhora de Fátima aos Três Pastorinhos, é inevitável agradecer a uma força maior… Força de lutar contra adversidades, força de enfrentar todas as barreiras que se nos deparam e sobretudo, força para aguentar com brejeirices de alguns agentes da Festa. Agradecemos ainda, a força que ‘alguém’ nos dá, para dia após dia, ano após anos, sermos o órgão de comunicação, com mais visibilidade e onde o aficionado, vai à procura da notícia, para que seja o primeiro a saber de tudo.

O TouroeOuro foi hoje, estupidamente vetado, em Salvaterra. Nem entrada para redactor, nem entrada para fotógrafo, num claro atropelo à liberdade de expressão. Enquanto houver TouroeOuro, enquanto houver a equipa forte e coesa que somos, ninguém, nos travará, sobretudo, nenhum empresário chamado Rafael Vilhais. Apenas o acho, um pobre coitado...

Como presente ao Rafa, a quem todos tratam por tu, pela tenra idade que 'quer' ter, apenas posso dizer, que o TouroeOuro, bateu hoje, todos os recordes de visitas... Obrigado Rafa!

Hoje, o dito empresário, voltou não a inovar, mas a dar à estampa, a ‘menina da tabuleta’. O nível é este… e sobre isto, tudo dito!

Pior que tudo isto, foi o banho de pó que levámos todos. Insuportável, lamentável e em total desacordo com o valor do bilhete pago! Rega-se a arena depois do primeiro toiro lidado, rega-se ao intervalo e bolas, tudo igual…

O que nos vale a todos, é que no meio da poeirada, houve um toureiro enorme, sem desprimor a todos os outros… Francisco Palha, fez valer a pena. Soberba sorte de gaiola, com o remate a culminar em colhida, que ‘atirou’ Francisco para o chão. Momentos de forte e justificado apuro, com o ginete a queixar-se de fortes dores no ombro, que ora sabemos, resultarão numa eventual lesão carente de período de ausência das arenas. Lamenta-se. Lamenta-se porque é um gosto ver Palha. Indecisões, vem ou não e a verdade é que voltou para terminar de pintar o quadro. Grande actuação, frente ao toiro ganhador. Refira-se, que os últimos dois curtos, foram um hino.

Palha não lidou o segundo do seu lote, mas, o dito cujo, da ganadaria de Vale Sorraia, foi lidado a duo por António Telles e Luís Rouxinol. A lide resultou entretida e com muita quantidade de ferros compridos, curtos e palmos.

Abriu António Telles, lidando um astado de Fernando Palha, protagonizando uma exibição regular. Viria a ser no seu segundo, um toiro de Vinhas, frente ao qual viria a evidenciar toda a sua arte, numa prestação mais ‘inteira’, mais ‘coajada’.

Luís Rouxinol teve por diante, toiros de António Silva e de Fernandes de Castro. Frente ao primeiro do seu lote, andou correcto, mas, à semelhança de António Telles, foi no segundo que mais se destacou, lidando com o Douro, culminando faena com um palmo e par de bandarilhas.

Lidaram-se reses de Fernando Palha, António Silva, Veiga Teixeira, Vinhas, Fernandes de Castro e Vale Sorraia.

As pegas, algumas muito boas, foram consumadas pelos Grupos de Santarém e Coruche.

Pelos de Santarém, foram na linha da frente, os forcados Francisco Paulos (à segunda), António Taurino (à primeira) e Francisco Graciosa (à segunda), sendo esta, uma grande pega.

Pelos de Coruche, foram caras, António Tomás (à primeira), João Prates (à segunda) e Tiago Gonçalves (à primeira).

Dirigiu o festejo, com correcção, Manuel Gama, assessorado pelo médico veterinário, José Luís Cruz.