Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

TouroeOuro – Oito anos felizes!

  • 2019-06-10 11:21
  • Autor: Solange Pinto


'...Oito anos depois, continuamos a inovar, continuamos a mostrar que todo o vasto e intenso trabalho desenvolvido, nos coloca justamente no lugar cimeiro da preferência dos portugueses na hora da busca de informação...'

Foi sonhado muito antes, mas, foi no ano 2011, que o sonho deu lugar à realidade…

O ano designado por ‘Ano Internacional das Florestas e Ano Internacional da Química’, foi também inequivocamente marcado por impactantes manifestações em países árabes, pelo casamento do Príncipe Wiliamm e Kate, pela passagem dos dez anos do atentado do 11 de Setembro, em Nova Iorque.

Neste ano, morreu o maléfico símbolo Osama Bin Laden, ou o ícone informático Steve Jobs.

Taurinamente falando, foi neste ano também, que se cumpriram os dez anos da estocada efectiva de Pedrito de Portugal na Feira da Moita e claro, alternativas como as de Tomás Pinto ou Ana Rita.

No dia 10 de Junho, de 2011, o mesmo dia da profissionalização de Tomás Pinto, nasceu o TouroeOuro. Com ele, a inequívoca mudança da informação taurina em Portugal.

Às seis da tarde, dávamos início ao primeiro DIRECTO da história do TouroeOuro e sobretudo, mudava-se o rumo celeridade na chegada da notícia.

Em tempo real, contámos todas as incidências, de um cartel composto pelos cavaleiros João Moura, Diego Ventura e Tomás Pinto. Praça absolutamente cheia, num Dia de Portugal, com portugueses e uma grande carga emocional para uma equipa que viria a revolucionar a comunicação cibernauta, em Portugal e até mesmo a nível mundial. Nunca antes, se tinha dado à estampa, uma crónica em tempo real, com imagens publicadas no mesmo momento.

Oito anos depois, continuamos a inovar, continuamos a mostrar que todo o vasto e intenso trabalho desenvolvido, nos coloca justamente no lugar cimeiro da preferência dos portugueses na hora da busca de informação.

O TouroeOuro, é hoje importante referência e fonte para outros órgãos de comunicação generalista e a sua desassombrada coragem na hora de opinar, coloca-nos na mira de lobbys instalados que tentamos a tudo o custo desmascarar, a bem da Festa que defendemos acima de tudo!

O arrojo, a pluralidade de informação, fez já a sua escola por entre os novéis órgãos que até aqui não entendiam a tauromaquia como um todo.

O TouroeOuro, rompeu fronteiras, sendo consultado nos quatro cantos do mundo, sendo respeitado em todos eles, quiçá muitas vezes mais do que no seu próprio país, onde os tais interesses instalados, se sentem beliscados…

Com carteiras ou sem elas, com palmadas nas costas ou bofetadas, com educação ou ausência dela por parte dos agentes taurinos, continuaremos na luta pela verdade, pela coerência e pela arte, porque aqui, é disso que falamos, sem que sintamos ser necessário alimentar egos de quem se promove à custa da Festa, por escassez de outras razões de exaltação social.

No TouroeOuro, somos felizes, temos amigos por muito que pensem e queiram fazer o contrário e não morremos, nem que nos matem… Na trincheira, fora dela, na bancada ou onde quer que seja, somos fortes e não desistimos de mostrar que somos realmente os melhores e que quem tem os milhões de visitas, somos nós!

Perdoem-nos a ausência de humildade, mas, somos bons de verdade, nós e a equipa que ao longo destes oito anos proporcionou o sucesso absoluto que é o TouroeOuro.

Continuaremos felizes, hoje diferentes de há oito anos atrás, mas, jamais esqueceremos os grandes amigos que tivemos a nosso lado… os bons, ainda aqui estão e aqui continuarão! Os maus, eram apenas isso, maus… mas perdoemo-los, desses não rezará a história!

Obrigado, aos nossos colaboradores, aos seus pais, aos seus filhos, aos seus maridos e mulheres, por ‘permitirem’ as prolongadas ausências na época taurina.

Obrigado às nossas famílias e amigos, por sofrerem connosco, por nos defenderem incondicionalmente, mas principalmente, por partilharem os nossos triunfos.

Obrigado, a João Pedro Bolota, por há oito anos, nos ter aberto as portas da ‘sua’ Celestino Graça, linda por ter roçado o ‘Esgotado’ e para que entre barreiras, realizámos o nosso primeiro DIRECTO.

Santarém, sempre foi uma Praça Maior… Como grande sempre foi e sempre será o TouroeOuro!

TouroeOuro – Oito anos felizes!