Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Santarém – Triste fado o nosso…

  • 2019-06-16 23:52
  • Autor: Solange Pinto
  • Autor da Foto: João Dinis


Realizou-se neste Domingo, a segunda corrida integrada na Feira Nacional da Agricultura, em Santarém.
Na arena da Celestina Graça, actuaram os cavaleiros João Moura Júnior, João Ribeiro Telles e Francisco Palha, com toiros de Veiga Teixeira.
As pegas estiveram a cargo dos Amadores de Santarém e Montemor, estando o tauródromo com uma lotação preenchida que se situaria entre os dois terços fortes e os três quartos fracos.
CRÓNICA DA CORRIDA
GALERIA FOTOGRÁFICA
ASSIM ACOMPANHAMOS EM DIRECTO (COM VÍDEOS)

O nosso país é definitivamente país do fado, da tristeza e da saudade… e se fosse só isto, não era nada mau. O nosso país, é também aquele, em que a falta de respeito e reconhecimento, é atroz, bem como, a falta de elegância…

Nos brindes apeiam-se os toureiros, mas grita-se ‘porra’ a toda a hora, na internet, insultam-se políticos, em detrimento de criticar com educação… quando os empresários, mandam à ‘bardamerda’ os eis primeiros-ministros, chamam gays à ministra da cultura e…

Hoje, viveu-se mais um exemplo do que é o não saber estar. Apregoa-se a indignação por Marcelo Rebelo de Sousa não ir a uma corrida, mas assobia-se o Ministro da Agricultura, Capoulas Santos, sei lá porquê… quiçá por não ser uma ‘madalena’ qualquer do CDS, onde a tauromaquia achou que se deveria entregar com exclusividade.

Sabem há quanto tempo, um ministro não ia a uma corrida de touros?

Pois é… esta é, a tauromaquia que temos e o grande motivo de uma corrida, onde triunfadores maiores, foram os organizadores. Não interessa quanto deu o espectáculo e como se angariaram espectadores. Mas estavam lá… dois terços de entrada, ou três quartos, algo por aí…

Um curro de toiros de Veiga Teixeira, de apresentação irrepreensível, mas com escassez de transmissão. Bom quinto toiro, os restantes, enfim…

Volta ao ganadeiro no último. Não deveria ter sido no quinto?

Mal estamos nós, que vimos tudo ao contrário e somos más-línguas.

Do cartel de competição. Sim houve, mas… não resultou. A verdade é esta. João Telles, voltou a ser o mais coeso em toda a função. Moura Júnior e as suas Mourinas, deram nas vistas e Palha, com duas sortes de gaiola, imponentes.

Foi isto… e só!

Alta competição também no sector das jaquetas das ramagens. Em ‘duelo’ absoluto, dois grupos de forcados com histórias de relevo e que são tão-só dos mais conceituados na arte de pegar toiros. Santarém e Montemor, foram os eleitos para a tarde de hoje.

Pelos de Santarém, foram na linha da frente, António Taurino, efectivado pega ao terceiro intento; Francisco Graciosa, ao primeiro e por último, Salvador Ribeiro de Almeida, também à primeira tentativa.

Pelos de Montemor, efectivaram pegas, João da Câmara, à primeira muito boa tentativa; Francisco Bissaia Barreto, à primeira e Francisco Borges, ao segundo intento.

O festejo foi dirigido pelo Sr. Lourenço Luzio, assessorado pelo médico veterinário, José Luís Cruz.