Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Iván Fandiño morreu há dois anos

  • 2019-06-17 13:08


29 Setembro de 1980 - 17 de Junho de 2017
 
Embora tenham transcorrido dois anos, desde aquela fatídica tarde, a verdade é que a morte de Iván Fandiño continua muito presente na mente de todos.
 
O toureiro de Orduña, Bilbao, faleceu, em consequência de uma cornada fatal, quando colhido durante um quite que fazia a um touro do lote do matador espanhol, Juan del Álamo, da ganadaria de Baltazar Ibán.

Notícia pesada, sobretudo pelo 'forte' que era o toureiro. Nada parecia poder derrotar Iván Fandiño. Morte precoce. Fandiño tinha apenas 36 anos! Era amado pelos madrilenos ou não fosse Las Ventas, uma, senão a 'sua' praça.
A notícia da sua morte, deu volta ao mundo, mas foi o mundo taurino, quem verdadeiramente sentiu a sua partida, chorando por si, num dos fins-de-semana mais negros da história da tauromaquia.
Fandiño era casado, pai de uma menina ainda bebé.

O seu apoderado, Néstor García, continua a imortalizar a sua memória, publicando nas redes sociais, fotografias e textos em sua homenagem…

Hoje mesmo, falou assim 'Nunca pudieron serpararnos. Y mira que lo intentaron. En realidade, todavia lo intentan. Yo sigo aqui, muy solo, pe4ro cubriendo tu espalda, como sempre hice. Te veré pronto. Esperáme.