Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Prótoiro anuncia que prepara medidas para tentar impedir a demolição da Praça da Póvoa de Varzim

  • 2019-06-20 19:33


A Prótoiro, Federação Portuguesa de Tauromaquia, anunciou que se encontra a preparar medidas, de modo a que tente impedir a demolição da Praça de Touros da Póvoa de Varzim, anunciada no passado domingo, pelo Presidente da Câmara local, que após a declaração da cidade como ‘livre de touradas’, pretende apagar a memória de setenta anos de história da cidade.

Para a Prótoiro, este é um ‘incumprimento da lei verificado na Póvoa de Varzim. A decisão da autarquia demolir a Praça de Touros e a inútil proibição de touradas na cidade são violações claras e inequívocas às obrigações legais a que os diferentes níveis de poder - Local e Central - estão obrigados.’, salientando que este incumprimento é verificado nos, ‘ números 1 e 2 do artigo 78º da Constituição da República Portuguesa: “Todos têm direito à fruição e criação cultural, bem como o dever de preservar, defender e valorizar o património cultural” e “Incube ao Estado (…) Promover a salvaguarda e a valorização do património cultural, tornando-o elemento vivificador da identidade cultural comum”’.

Os próximos dias serão determinantes na definição do caminho a seguir pela PróToiro que, naturalmente, está a acompanhar com atenção todo este desfilar de ilegalidades praticadas pela câmara municipal da Póvoa de Varzim’, sem no entanto indicar, para já, que medidas vão ser tomadas pela referida federação, de modo a que se possa impedir a destruição do tauródromo.

Na defesa da cultura tauromáquica, a PróToiro reitera que tudo está a fazer para impedir devaneios de políticos, cujo único objetivo é dividir e reescrever uma história marcada pela liberdade e respeito pela diversidade cultural. Não deixaremos nunca que estes revisionistas apaguem da realidade uma atividade cultural como a tauromaquia’, concluem.

google.com, pub-5416276538842499, DIRECT, f08c47fec0942fa0