Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Exclusivo TouroeOuro – Família Borges avança com processo que pode impugnar venda da Sociedade Campo Pequeno

  • 2020-02-12 22:06


Se o processo de insolvência da Sociedade de Recuperação Urbana do Campo Pequeno (SRUCP) está longe de terminar, também o processo de venda da sociedade à empresa Plateia Colossal, cujo rosto mais visível é o empresário Álvaro Covões, que está associado ao Fundo Horizon Equity Partners, de António Pires de Lima e Sérgio Monteiro, está agora “pendente”, em virtude de um processo movido pela família Borges.

O processo cautelar deu entrada no Tribunal Administrativo do Círculo de Lisboa, no dia 5 de Fevereiro, um dia antes da assinatura da escritura da aquisição da sociedade por parte de Álvaro Covões, sendo que, pelo menos, até à próxima segunda-feira, 17 de Fevereiro, a oficialização da venda da sociedade se encontra “suspensa”.

Este processo cautelar, vem na sequência de um anterior, que não se encontra ainda concluído, como o TouroeOuro noticiou a 9 de Novembro, em que a família Borges acusa os envolvidos no processo de insolvência de terem actuado de forma fraudulenta de modo a precipitar a insolvência da Sociedade de Recuperação Urbana do Campo Pequeno, factos que se encontram a ser analisados e investigados pelas entidades judiciais portuguesas.

Neste processo mais recente e que pode impugnar a escritura de aquisição da SRUCP, cujo autor é o Dr. João Borges, é ré a Casa Pia de Lisboa, proprietária do imóvel, e que de acordo com os empresários lisboetas não respeitou os contratos assinados entre as partes, sendo contrainteressados a SRUCP - Sociedade de Renovação Urbana do Campo Pequeno, o Banco Comercial Português, S.A - Soc. Aberta e a empresa que pretende adquirir a sociedade, a  Plateia Colossal - Unipessoal, Lda.

Deste modo, qualquer decisão que possa ser tomada, ou anunciada, sobre a questão tauromáquica em Lisboa é pura especulação, uma vez que a decisão final sobre a venda da sociedade gestora da Praça de Touros do Campo Pequeno a Álvaro Covões não se encontra ainda oficializada.

google.com, pub-5416276538842499, DIRECT, f08c47fec0942fa0