Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Campo Pequeno - Esta será sempre a nossa casa…

  • 2020-03-01 00:01
  • Autor: Solange Pinto
  • Autor da Foto: João Dinis


 Realizou-se esta tarde na Praça de Touros do Campo Pequeno, um Festival Taurino com actuações dos cavaleiros António Telles, Ana Batista, Francisco Palha e Luís Rouxinol Júnior e pegas a cargo dos Grupos de Forcados Amadores de Santarém e Lisboa.
A pé actuaram os diestros Nuno Casquinha e João Silva 'El Juanito'.
Lidaram-se reses de David Ribeiro Telles e Calejo Pires.
CRÓNICA DO FESTIVAL
GALERIA FOTOGRÁFICA

 

Mais que um Festival da Prótoiro, mais que um Festival de qualquer empresário, mais que tudo e tudo, este foi um dia simbólico, de força, de poder, de amor à Festa e também de total paixão pela praça mais importante do país…

Depois do IVA, dos galgos, do há ou não há novo dono do Campo Pequeno, hoje fizeram-se ‘emoções’!!!

‘Esta é a nossa casa…’, pode ler-se numa lona, transportada por todos os toureiros e forcados que se encontravam na Praça de Touros do Campo Pequeno!

Acrescento: Esta será sempre a nossa casa…

Praça praticamente cheia, num festival dirigido com correcção (embora com música tardia para Juanito), por Fábio Costa.

A tarde de espectáculo foi festivo, com brindes dirigidos ao público e à Prótoiro e por isso, não interessa aqui detalhar ao pormenor as prestações dos toureiros que ali passaram em dia emblemático.

Bem António Telles a abrir o espectáculo, com bons ferros e actuação alegre; bem também Ana Batista com um terceiro ferro de grande nível; soberbo Francisco Palha, cravando o primeiro em sorte de gaiola, fenomenal, naquela que foi talvez uma das suas melhores prestações no Campo Pequeno e alegre e com vontade, Luís Rouxinol Júnior.

No que ao toureio a pé concerne, estiveram bem os dois interpretes com estilos antagónicos… Casquinha, mais tremendista e verdadadeiramente bem, Juanito, com uma actuação de grande nível.

As pegas foram consumadas pelos Grupos de Forcados Amadores de Santarém e Lisboa.
Pelos mais antigos em praça, pegou à segunda tentativa, Salvador Ribeiro de Almeida e António Queiróz e Melo, ao primeiro intento.

Pelos de Lisboa, foram caras, os forcados António Galamba, efectivando ao quarto intento e, Tiago Silva à primeira.

Lidaram-se reses de David Ribeiro Telles e Calejo Pires, cumprindo na generalidade. Manuel Telles deu volta à arena, depois da lide do seu terceiro astado saído à arena, lidado brilhantemente por Francisco Palha.

Dia bonito, histórico… infelizmente, com cheiro a nostalgia!

 

google.com, pub-5416276538842499, DIRECT, f08c47fec0942fa0