Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Associação de Forcados cria “banco alimentar” para cavalos de toureio

  • 2020-05-15 21:01


Forcados uma vez mais na linha da frente no apoio à tauromaquia

A Associação Nacional de Grupos de Forcados (ANGF), uniu-se no apoio à Associação Nacional de Toureiros (ANT) e tem em marcha a criação de um “banco alimentar” para cavalos de toureio, que vai incluir,  ração, feno e palha para os cavalos de toureio.

De acordo com um documento a que o TouroeOuro teve acesso, são dezassete as empresas produtoras e transformadoras de alimentos para animais que se juntam a esta causa iniciada pelos Forcados, que terá em Montemor-o-Novo o seu centro logístico.

Segundo a missiva da ANGF, esta ideia surgiu depois de alguns contactos entre forcados, sendo que estes afirmam  que “temos a preocupação de nos manter em forma e disponíveis para quando os espetáculos retomarem, estarmos ao nosso melhor nível”, prosseguindo afirmando ter a “certeza que os cavaleiros têm a mesma preocupação com as suas quadras, e como tal, gostaríamos de mostrar a nossa solidariedade com aqueles que, como nós, querem voltar no seu melhor”, justificando assim a sua acção solidária.

Durante o mês de Maio será feita a angariação dos alimentos para os equídeos, sendo que a distribuição irá estar a cargo da Associação Nacional de Toureiros, que anunciou o critério para os cavaleiros poderem ter acesso aos alimentos para os cavalos, estando automaticamente aptos a receber esta doação, quem na época de 2019 declarou um mínimo de 8 espetáculos toureados, critério que a associação dos toureiros portugueses considera justo.

Ainda assim a ANT salienta que “sabendo que alguns cavaleiros não cumprem este critério, mas que ainda assim tourearam em 2019 e que de algum modo estão em dificuldades, terão também oportunidade de solicitar apoio”,  não indicando de que modo vão estes receber o apoio, ou em que moldes ou percentagem.

A ANT solicita que até “dia 25 de Maio, os cavaleiros que automaticamente reúnam os critérios definidos em cima, devem contactar a nossa Associação através do e-mail, associação.toureiros@gmail.com para demonstrar a intenção de aceitar esta doação, ou pelo contrário prescindir da mesma a favor de outros colegas mais necessitados”, sendo que os toureiros que não cumpram o critério deverão também informar a associação pela mesma via.

A ANT reforça ainda que “caso algum associado ou contacto privado queira contribuir para este Banco Solidário de Quadras Toureiras, poderá faze-lo ate dia 1 de junho, também enviando email para a ANDT, referindo o tipo de doação e respetiva quantidade.”

Após o dia 1 de Junho, depois de apuradas as quantidades e tipologia das doações, serão feitos lotes e contactados os cavaleiros para acertar o dia e hora de recolha no nosso armazém.

Esperamos que este humilde contributo possa de alguma forma atenuar as dificuldades que passamos e que rapidamente ultrapassemos este tempo tão adverso para todos”, salienta a ANT, que deixa ainda um agradecimento “a todas as empresas e pessoas que estão a contribuir para esta causa, em especial a verdadeira solidariedade e camaradagem dos nossos colegas forcados para com os cavaleiros tauromáquicos portugueses.”

google.com, pub-5416276538842499, DIRECT, f08c47fec0942fa0