Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Vila Franca de Xira - Um respeitável Juanito

  • 2020-10-04 21:21
  • Autor: Solange Pinto
  • Autor da Foto: João Dinis


Realizou-se na tarde deste Domingo, 4 de Outubro, uma corrida de touros mista, com palco na Praça de Touros Palha Blanco.
O cartel foi composto pelos cavaleiros António Telles e António Telles Filho, bem como pelos diestros David Fandila ‘El Fandi’ e João Silva ‘El Juanito’.
As pegas estiveram por conta do Grupo de Forcados Amadores de Vila Franca de Xira, sendo que se lidaram reses das ganadarias Vale Sorraia e Calejo Pires.
O tauródromo registou lotação esgotada, dentro das limitações impostas pela DGS.
CRÓNICA DA CORRIDA
GALERIA FOTOGRÁFICA
ASSIM ACOMPANHAMOS EM DIRECTO

Vila Franca foi, é e será sempre enquanto houver tauromaquia, uma das praças de touros mais importantes e exigentes do panorama taurino português, talvez até, colocando-se na linha dianteira em termos de entendimento do que é o toiro, o toureiro e o binómio que ali, tem que funcionar mais do que em qualquer outra parte...

Vila Franca respeita os toureiros, mas, os toureiros vão com respeito a Vila Franca!

A lotação limitada ora imposta pela DGS, foi curta para a afición que Vila Franca se orgulha de poder exibir.
Lotação Esgotada!!!

Corrida mista, inicialmente com Sebastián Castella como único espada, hoje substituído pelos diestros David Fandila 'El Fandi' e João Silva 'El Juanito'. A cavalo, António Telles pai e filho, sendo que as pegas estiveram a cargo dos Amadores de Vila Franca, com toiros anunciados de Vale Sorraia e Calejo Pires.

O primeiro toiro lidado por Mestre António Telles, acabaria por ser o que melhor jogo deu, mas, quando não há segredos para os profissionais do toureio, os defeitos ou lacunas dos oponentes, parecem menos visiveis. Duas actuações de boa nota, com bons ferros e um timbre clássico inalterável. Bem de verdade na brega, a protagonizar momentos muito aplaudidos.
Regista-se a enorme ovação que Vila Franca tributou a um dos toureiros de que mais gosta de ali ver...

António Telles filho não é só aprendiz... Tem intuição genuina, tem cunho pessoal naquilo que faz e hoje, deu os primeiros passos na conquista de uma praça que também o acarinha. Deixou com tom crescente, uma série de curtos com qualidade ascendente.

As pegas estiveram por conta do Grupo de Forcados de Vila Franca

Para a cara foram os forcados Luís Valença, pegando à segunda tentativa, Diogo Conde, efectivando ao terceiro intento e João Matos à primeira tentativa.

David Fandila 'El Fandi', lidou o primeiro de forma muito discreta e não teve a totalidade de culpas. O toiro não tinha qualidade, mas... ficaram as bandarilhas, com mais vistosidade que qualidade. Tal como no primeiro, voltou a deixar um par 'al violin', sendo o segundo par muito bom e a merecer a ovação do público vilafranquense.
A faena de muleta do segundo, brindada a Vítor Mendes, teve já momentos de interesse e fio condutor, aplicando-se o diestro no sentido de arrancar faena, o que viria a acontecer.

Juanito foi o grande triunfador do sector a pé. 
Frente ao primeiro desenhou uma faena francamente boa, que irremediavelmente viria a menos do seu equador em diante. No entanto, o que se viu foi altamente produtivo, bonito, com qualidade e muito nível. Bem de verdade, com estética e plástica, com séries de valor por ambos os pitóns.
Frente ao segundo, todavia mais mérito ainda, sobretudo por inventar um toiro no qual ninguém acreditaria... Foi persistente, lutou sem desarmar e conseguiu música e depois, o respeito do público, que merecidamente, agraciou o toureiro com enorme ovação.
Este foi um Juanito a quem todos têm que respeitar, pelos argumentos e reportório, pela qualidade e vontade.

Lidaram-se touros da ganadaria de Vale Sorraia, bem apresentados e que bem serviram ao bom desempenho dos toureiros, sendo que para a lide a pé, saíram toiros da ganadaria Calejo Pires, correctos também em apresentação, dissemelhantes em comportamento.

O espectáculo foi dirigido pela Delegada Técnica Tauromáquica, Lara Gregório de Oliveira, sendo o assessorada pelo médico veterinário, Jorge Moreira da Silva.

 

google.com, pub-5416276538842499, DIRECT, f08c47fec0942fa0