Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Opinião d'Ouro - Sorria porque aconteceu...

  • 2020-11-01 21:43
  • Autor: Solange Pinto


“Não chore porque já terminou, sorria porque aconteceu.” Já dizia Gabriel García Marquez… e dizia bem.

Neste 1 de Novembro, inevitável é que nos assalte uma certa nostalgia.

Saudade de quem não está, mas de quem esteve um dia, de quem deu pitada do sangue que nos corre nas veias, de quem nos proporcionou parte dos nossos sorrisos, de quem os partilhou, de quem nos consolou nas tristezas, de quem nos passou a mão na cabeça, de quem nos aconselhou, de quem nos fez chorar por ter dado aquela bronca que hoje percebemos, foi a certa, na hora certa… Quem cruzou o nosso caminho e connosco viveu as histórias da nossa vida, fazendo das suas histórias, a nossa própria história.

Como dizia García Marquez, não choremos porque não ‘os’ temos por cá. Troquemos lágrimas, por um sorriso enorme, afinal de contas, tivemos a sorte, de terem feito parte das nossas vidas…

O pensamento de Marquez, pode bem valer como máxima de vida e até como ‘grito de guerra’ numa fase em que deveríamos dissertar sobre uma temporada diferente, com reparos, é certo, muitas vezes sem os laivos de glamour trazidos pela ânsia de ver as grandes figuras, mas que ainda assim e pese embora todos os imprevistos, foi por diante por vontade e persistência dos Homens da Tauromaquia.

Não sei se houve heróis, mas houve com toda a certeza, homens de coragem, de fé e que merecem ser reconhecidos. Houve atitudes que importa explorar, houve triunfos, houve ‘copos meio cheios, quiçá meio vazios’, mas houve ausências cujos motivos, importa perceber, para que não se aponte o dedo.

A temporada terminada, foi muito positiva face às pesadas circunstâncias. Foi positiva tão-só porque, existiu! Mas não foi só positiva. Abriu-se um espaço cheio de repetições, de coisas estranhas que importa descortinar…

Estivemos juntos, de máscaras e novos hábitos, fomos em menor número por força do distanciamento imposto mas nalguns casos, poderíamos ter sido mais e afinal, não fomos…!

A Tauromaquia Nacional, sim, a que por cá há, deveria querer-se global e jamais perder a pluralidade. Repito, houve homens de fé, mas a fé não se apregoa apenas em português.

Vivemos de forma diferente, preparamo-nos para um defeso duro, longo e sobretudo sem sabermos quão longo será… A incerteza dos tempos até aqui bem demarcados, faziam-nos viver melhor com a saudade das arenas… Agora, tudo o que sabemos, é que podemos unir-nos em torno de uma causa comum. Pensar a Festa é necessário,é até mais, é urgente!

Todos precisamos de todos, mas precisamos de todos com respeito, sem atropelos, sem tricas e com boas notícias.

O TouroeOuro avançou que Setúbal está na mira da tauromaquia… Há boas notícias e guardá-las no baú, apenas pode retirar ilusão a quem vai à boca da bilheteira alimentar isto tudo. Ah pois, que jamais se esqueça, que os máximos triunfadores da temporada, foi quem se dispôs a manter a chama viva, indo à bilheteira…

Esses, todos os que foram à praça, têm de ser respeitados e sabem que mais, até idolatrados.

Estamos cá, sim, também nós estamos cá para contar tudo o que aconteceu, sem máscaras, nem desinfectantes…

A vida é outra desde Março passado, mas nós, somos os mesmos, o TouroeOuro, é e sempre será o sítio virtual, onde pode saber tudo, de forma directa, com opinião e poucos medos de um virus que ataca a tauromaquia há anos, a censura…

Trabalhemos no inverno, para que tenhamos um verão melhor e para que não choremos um dia pelo que perdemos, mas possamos sorrir pelo que tivemos.

google.com, pub-5416276538842499, DIRECT, f08c47fec0942fa0