Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Ferreira Paulo aplaude comentário de João Gil. “Foi a melhor análise e comentário que li nos últimos anos”, afirma empresário

  • 2020-11-18 17:34


O empresário José Manuel Ferreira Paulo, que actualmente representa o cavaleiro João Salgueiro da Costa, aplaudiu esta quarta-feira, as declarações feitas pelo músico João Gil, que no passado dia 15 de Novembro escreveu na sua página da rede social Twitter “Porque é que os cavaleiros de tauromaquia não se passam definitivamente para a disciplina de Dressage que é pura arte de bem cavalgar e esquecem de vez a Tourada?” que prontamente incendiou as redes sociais, sobretudo depois dele ter marcado presença numa iniciativa do Grupo Tauromáquico Sector 1, revelando-se aficionado.

Prontamente o cantor veio desmistificar a sua afirmação, referindo que continua aficionado, que apesar de reconhecer que foi provocador, continua a assistir a touradas em Portugal e Espanha, relatando que muitas eram as vezes com que ficou galvanizado com o toureio a pé, referindo que nunca apreciei a parte do toureio a cavalo e em muitos casos encontrei mais " circo " do que coragem apesar de reconhecer o mérito de lidar a cavalo”,  defendendo depois a introdução do velcro na tauromaquia, como mode de “eliminar o sangue da Praça através dos velcros no animal e na ponta dos ferros”, considerando que “assim, salvamos a Festa e toda a indústria que existe à sua volta.”

Ferreira Paulo, sempre atento e acutilante, demonstrou hoje o seu apoio ao cantor, através da carta que transcrevemos na íntegra:

Caro João Gil

Numa época em que poucos parecem ter aquilo que só os HOMENS têm, quero como aficionado tauromáquico agradecer o seu Valor par nos defender.

Sei que foi, vai e será atacado por ser livre de GOSTO e ter a coragem de o dizer. Você têm os como um grande TOUREIRO.

Sou seu fã e continuarei a sê-lo. Embora com ouvidos de cortiça e sem qualquer jeito para cantar. Aquilo que me emociona é a arte, independente e livremente de gostar ou não de todas elas.

Mas quero dizer-lhe que foi a melhor análise e comentário que li nos últimos anos!

Aquilo que você resume em duas linhas levo-o dizendo eu e só tenho arranjado brigas… A evolução foi tal como diz para um espetáculo sem emoção.

Sou pela arte e pela emoção o circo e a dressagem têm outros palcos e o nosso respeito total.

Penso como refere, embora eu seja um defensor até à última da corrida integral, que o caso do velcro é a viabilidade da FESTA.

Tal como acaba, que seja o que Deus quiser. (Chamem-nos o que chamarem. Somos livres de ter opinião)

Um Abraço e Obrigado
Ferreira Paulo

 

google.com, pub-5416276538842499, DIRECT, f08c47fec0942fa0