Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Municípios taurinos unem-se e criam nova associação de defesa e promoção da tauromaquia

  • 2020-11-29 20:43
  • Autor da Foto: D.R.


Os Municípios Taurinos, que integram a Secção de Municípios com Actividade Taurina da Associação Nacional de Municípios Portuguesas (ANMP), vão em breve vir a criar uma nova associação, com o claro objectivo de defender e promover a tauromaquia dos ataques anti taurinos.

Deste modo os municípios vão realizar um trabalho de verdadeira defesa e promoção da tauromaquia, não só nos seus territórios, mas também em diversas acções a desenvolver a nível nacional e internacional.

O que estamos a falar é que a Associação Nacional de Municípios é composta por várias secções temáticas, e dentro da Associação Nacional de Municípios está, digamos que em termos de representatividade a secção de municípios com actividade taurina, e portanto estamos a falar de um órgão institucional, que tem obviamente as suas limitações em termos de actuação”, refere-nos Francisco Oliveira, Presidente da Secção de Tauromaquia da ANMP, explicando que as limitações no plano de actividades, orçamentais limitações e na acção, mas que ainda assim não deixa de ser “obviamente um órgão institucional, com toda a representatividade”, o que significa ter “representatividade junto dos órgãos dos municípios e representa os municípios com actividade taurina, que têm de facto esta identidade de proximidade nos seus territórios, mas é importante que possamos ter digamos que uma outra representatividade, com uma ou outra agilidade, e outra dinâmica de acção”.

O que os municípios pretendem é uma proactividade na promoção e defesa da tauromaquia e na relação com cada território, estando neste momento a ser efectuado um “trabalho de base no sentido de encontrarmos soluções, que não são concorrenciais nem são paralelas, serão complementares daquilo que é a secção de municípios com atividade taurina, por forma a que possamos de facto desenvolver actividade proactiva na divulgação daquilo que são as raízes identitárias da tauromaquia nestes territórios”, esclareceu o autarca.

Em breve deverão ser anunciados os municípios que vão integrar esta associação, bem como o nome formal da mesma, sendo posteriormente apresentadas as primeiras actividades e acções a desenvolver, num momento em que a tauromaquia se encontra a ser fortemente atacada por diversos sectores da sociedade.

 

google.com, pub-5416276538842499, DIRECT, f08c47fec0942fa0