Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Inspector Geral da IGAC destaca papel das associações taurinas na retoma da tauromaquia

  • 2021-01-03 17:04


Luís Silveira Botelho, Inspector Geral da Inspecção Geral das Actividades Culturais (IGAC), destacou o papel das associações taurinas na retoma da tauromaquia, depois de a 8 de Março o Governo ter “encerrado” as Praças de Touros, em virtude das medidas restritivas da Covid-19.

Na generalidade, é possível afirmar que os diferentes intervenientes no espectáculo e, em especial, as associações representativas do sector, sem exceção, assumiram um papel responsável e colaborativo com a IGAC com vista a assegurar que as regras e medidas exigíveis por razões de saúde pública e decorrentes da orientação conjunta, seriam acauteladas, o que sucedeu na generalidade, com sucesso”, afirma Luís Botelho, no relatório por elaborado pela IGAC, onde dá conta dos números da tauromaquia na temporada 2020.

O Inspector Geral dá igualmente relevância ao papel “dos Delegados Técnicos Tauromáquicos que num ano especialmente exigente, como foi 2020, contribuíram de forma profícua e empenhada para assegurar o cumprimento dos quadros normativos em vigor e das medidas decorrentes da orientação conjunta da DGS e da IGAC, especificamente para os espetáculos tauromáquicos.”

Luís Silveira Botelho dá também uma palavra de apreço a todos os seus colaboradores, em especial a Ricardo Hipólito, que até os aficionados conhecem, de o verem com regularidade em acções inspectivas nas Praças de Touros, “uma palavra ainda para destacar o papel das equipas de inspeção da IGAC e, sem demérito para todos inspectores que acompanharam ações inspetivas, não posso deixar de realçar o extraordinário contributo e empenho do Inspetor Superior, Engenheiro Ricardo Hipólito, quer na articulação estreita com os promotores, forças policiais e demais associações do setor, antes, durante e após os espetáculos, quer na coordenação operacional e exemplar dos trabalhos de campo em que esteve envolvido.”

“… termino ainda com uma palavra de apreço aos colaboradores da IGAC que, em 2020, tiveram a difícil missão de acompanhar todas as tarefas associadas à atividade tauromáquica e para reforçar a necessidade de todos os intervenientes neste tipo de espetáculo interiorizarem, cada vez mais, na medida das respetivas responsabilidades, uma profunda consciencialização das regras que incorporam o quadro legal em vigor, designadamente, ao nível da proteção do bem-estar animal, das condições técnicas e de segurança dos recintos e no funcionamento normal e regular deste tipo de espetáculos em termos que o dignifiquem e ancorados no estrito respeito das normas previstas na legislação que disciplina todos os aspetos que lhe estão associados”, conclui Luís Silveira Botelho.

google.com, pub-5416276538842499, DIRECT, f08c47fec0942fa0