Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

João Cortesão... Um corajoso e amigo de verdade!

  • 2021-03-28 18:09
  • Autor: Solange Pinto


Ultimamente não estou muito de lamechices... Não porque esteja mais seca ou menos afável, quiçá menos sensível... não, nada disso. Não estou para lamechices, porque a vida e o momento actual, exige alguma firmeza de intenções, mas mais que isso, exige-nos rigidez nas actitudes, força de vontade para enfrentar estes ainda muito recentes desafios, para os quais, sejamos francos, não estávamos minimamente preparados.

Tudo isto para dizer e pedir, que não entendam este escrito como lamechice, mas sim, como amizade pura e dura e sobretudo, um sinal inequívoco de gratidão, um dos valores que de resto, mais prezo.

Perante a notícia de que João Cortesão estaria hospitalizado, não poderia deixar de dedicar ao meu amigo, umas palavrinhas, simples, é claro, mas muito verdadeiras, muito sentidas, muito do coração.

Bastaria dizer que desejava ao João, as melhoras, que regressasse rápidamente a casa e sem grandes transtornos. Mas seria pouco, muito pouco, face à coragem que João Cortesão teve sempre, ao assumir, que um dia, lá atrás, não havia estado bem comigo. Isto é de Homem. Homem dos raros, com sentido de valores, de educação à antiga, de caminho sem curvas face à sua conduta e sentido de 'dever' face ao que a sua honestidade humana ordenava.

Passei à frente sem rancores. Antes pelo contrário. Fiquei a admirá-lo mais, de forma intensa, porque é assim que gosto dos meus amigos, intensamente.

Também nunca esquecerei, que o meu amigo João Cortesão, saiu em minha/nossa defesa, mesmo e quando todos pareciam estar contra mim, contra nós e/ou, contra o TouroeOuro.
Andar em contra-ciclo é para os bons. E são poucos!

Saia depressa daí e olhe, mesmo não devendo, fume umas cigarradas e conte-me mais histórias das suas... dos touros, dos cavalos e dos seus filhos, com o mesmo orgulho de sempre e que fazem de si, um pai e um avô, como muito poucos.

Beijinho enorme,

Solange!

google.com, pub-5416276538842499, DIRECT, f08c47fec0942fa0