Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Póvoa de São Miguel - Fim da temporada atípica com praça cheia no Alentejo

  • 2021-10-03 03:37
  • Autor: António Carneiro
  • Autor da Foto: António Carneiro


Com praça cheia, realizou-se no Sábado, à tarde, uma corrida de touros, na localidade alentejana de Póvoa de São Miguel.
Actuaram os cavaleiros António Brito Paes, Tiago Carreiras, João Salgueiro da Costa e António Núncio, estando as pegas a cargo dos Grupos de Forcados de Cascais, Póvoa de São Miguel e Académicos de Coimbra.
Lidou-se um curro de toiros da ganadaria Conde de la Corte.
CRÓNICA DA CORRIDA
IMAGENS DA CORRIDA

Ontem, na Póvoa de São Miguel (Moura), a corrida tinha um forte atrativo com os anunciados touros da ganadaria Conde de la Corte.

A praça esteve cheia, em consequência de este ser o primeiro fim-de-semana depois do levantamento das regras em relação à lotação, mas mantendo-se o uso obrigatório da máscara.

Para lidar os touros da famosa ganadaria, estiveram em praça, os cavaleiros, António Brito Paes, Tiago Carreiras, João Salgueiro da Costa e o praticante António Núncio.

As pegas da tarde, ficaram a cargo dos Forcados Amadores de Cascais, Póvoa de São Miguel e Académicos de Coimbra, capitaneados, respetivamente, por Paulo Loução, André Batista e Ricardo Marques.

Abriu praça o cavaleiro António Brito Paes e o cavaleiro praticante António Núncio, em lide a duo do primeiro toiro, resultando agradável com os cavaleiros a entenderem-se na perfeição. Tiraram o máximo partido do astado e cravaram ferros de boa nota.

De seguida, o segundo toiro também foi lidado a duo pelos cavaleiros Tiago Carreiras e João Salgueiro da Costa, que tiveram uma lide agradável, finalizando Salgueiro da Costa com um bom ferro de violino.

António Brito Paes foi autor de uma lide que foi de mais a menos. O toiro não ajudou, tendo terminado a sua lide com um ferro a sesgo e outro de palmo.

Tiago Carreiras, teve azar no toiro que lhe calhou em sorte, colocando dois ferros e mais nada pôde fazer…

O quinto toiro deu muito trabalho a João Salgueiro da Costa, que protagonizou uma atuação asseada e correta.

O praticante António Núncio, esteve muito bem na lide do último toiro. Teve sentido de lide, procurou fazer as coisas bem-feitas, deixando-se ver no cite, viajando com retidão, cingindo e correto nas reuniões.

Em relação aos homens da jaqueta das ramagens, pelos Amadores de Cascais, pegou Ricardo Silva, à primeira; e Roberto Alexandre, à segunda tentativa.

Pelo grupo terra, os forcados da Póvoa de São Miguel, foram caras, Rúben Torrado, ao primeiro intento; e Fábio Madeira, ao segundo intento.

As pegas dos Académicos de Coimbra estiveram a cargo de Rui Castro Pita, que fez a sua última pega, e de Guilherme Carvalho, ambas à primeira tentativa.

Dirigiu a corrida com correção o Sr. Marco Gomes, e para abrilhantar a corrida a Banda Sinfónica de Safara.

google.com, pub-5416276538842499, DIRECT, f08c47fec0942fa0