Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Vila Franca - El aire de triunfo forte de Juanito...

  • 2021-10-03 21:27
  • Autor: Solange Pinto
  • Autor da Foto: João Dinis


Jovem matador de toiros lidou seis touros em solitário e saiu em ombros
João Silva 'El Juanito' lidou seis touros de distintas ganadarias, sendo que a Palha Blanco, registou a mais tímida entrada de público dos espectáculos até agora ocorridos, em Vila Franca.
Lidaram-se touros de Falé Filipe, Palha, Varela Crujo, Murteira Grave, Calejo Pires e David Ribeiro Telles.
CRÓNICA DA CORRIDA
GALERIA FOTOGRÁFICA

A ordem de saída dos toiros, foi exactamente esta: Falé Filipe, Palha, Varela Crujo, Murteira Grave, Calejo Pires e David Ribeiro Telles. Nenhum e é importante que se diga, primou por falta de trapio, sendo que em comportamento, foram distintos. Uns melhores, outros piores, mas bravo de verdade, o da ganadaria Murteira Grave e esse sim, a permitir a Juanito, uma faena de escândalo.
Este toiro de Murteira Grave, foi ovacionado antes de recolher aos currais e proporcionou ao seu criador, dar volta com o diestro que em solitário, lidou os seis distintos exemplares.

A tarde começou com uma profunda desilusão.
A Palha Blanco registou uma fraca entrada de público e para isso, terão contribuido diversos factores. Dissertemos: o Benfica a jogar à mesma hora, sendo que, à mesma hora também, realizavam-se corridas em Montijo e Évora. Mais ainda e a acrescer a tudo isto, o número elevado de corridas, desde quinta até esta parte e que quer se queira, quer não, fazem o seu 'estrago' na carteira dos aficionados...

Pois bem, o que sim sabemos dizer agora, é que os que marcaram presença neste festejo, deram o tempo por bem empregue e retiraram qualquer dúvida sobre o valor ou falta dele, do matador Juanito.
Temos toureiro, temos com toda a certeza, Figura!

Em jeito de resumo, destacam-se duas faenas, a do Palha e a de Murteira Grave, esta última e como já foi dito lá atrás, foi de escândalo.
À parte de outros matizes, estas duas exibições, fariam valer a pena o tempo ali 'gasto' e que foi pouco, apenas duas horas, numa corrida com ritmo, sem decorrer à pressa...

Juanito lutou com o vento durante toda a tarde, substituindo a anunciada chuva, mas, el aire soprou em direcção ao triunfo de Juanito, saindo o monfortense em ombros, de forma muito justa e sobretudo muito clara.

Frente ao Falé Filipe com que se abriu praça, Juanito deu já nas vistas, mostrando ao que se dispunha nesta tarde. Bem de capote, bem de muleta, deixando boa constância frente a um toiro que se deixou, embora sem facilitar.

Frente ao Palha, o primeiro grande momento da tarde, diga-se, que injustiçado pelo Director de Corrida.
Esta faena de risco, de arrimo constante e em simultâneo com corte fino, valeria muito cedo, uma música que apenas viria a tocar no último passe levado a efeito pelo espada.
Faena de 'cercanias', de muita clareza técnica e sobretudo, de muitos recurtos por ambos os pitons.

O terceiro da ordem, foi de Varela Crujo, um toiro igualmente bem apresentado, mas com escassez de passes e de recorrido, tendo Juanito que perceber que dali, nada retiraria.
A este toiro, brilharam as duas largas afaroladas de joelhos e uma continuada boa exibição de capote.

O melhor momento do festejo, chegaria pelas 'mãos' do oponente de Murteira Grave, que desde o primeiro momento evidenciou boas características de lide.
Fenomenal e completo de capote, mas sobretudo muito bem de muleta, com séries por ambos os pitons, das quais se destacam uma pelo lado esquerdo, na primeira metade da faena e a outra, de joelhos, pelo lado direito. Faena do mais completo que há, do mais valoroso e principalmente, com estética e mando por todos os poros.

O quinto saiu à arena com evidente escassez de força. O de Calejo Pires não permitiu 'muito' de capote e de muleta, apenas uns apontamentos de técnica por parte do matador.
Não passou ao lado, porque neste e em todos os toiros, Juanito mostrou algo. Mostrou muito.

O sexto e último foi da ganadaria de David Ribeiro Telles, com perigo e rebuscon, mas... novamente Juanito tentou surpreender. Colocou-se à porta gaiola e executou uma larga afarolada de joelhos, limpa, magnifica, seguindo por veronicas, muitas e boas.
De muleta não houve muito que se pudesse fazer, mas e uma vez mais, umas quantas séries de bom toureio.

Foi isto, foi muito...!

Saudaram os bandarilheiros Filipe Gravito, João Martins e Juan Carlos Carballo.

Juanito saiu em ombros. Feliz e nós... também!

O festejo foi dirigido pelo Delegado Técnico Tauromáquico, Ricardo Dias, assessorado pelo médico veterinário, Jorge Moreira da Silva.

 

 

google.com, pub-5416276538842499, DIRECT, f08c47fec0942fa0