Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Balanços da Temporada - Os esquecidos da Festa

  • 2021-12-12 21:42
  • Autor: Solange Pinto


A Tauromaquia, é um todo, que apenas “funciona”, com a sinergia criada entre vários polos de acção e funções.

O papel de Rei da festa, foi há muito e com toda a justiça, atribuído ao toiro. Entenda-se que sem “ele”, nada existiria na tauromaquia… Os protagonistas, querem-se que sejam os toureiros de ouro e prata, os criadores de touros, os forcados… De todos eles, são as noites de glória, as voltas à arena e as flores do público.

A todos os citados, juntamos os empresários ou promotores de espectáculos e ponto.

Mas para que tudo isto funcione, há muito mais…

Cornetins, campinos e maiorais, bandas de música, arneiros, bilheteiros, avisadores, guardas de praça, porteiros, emboladores e claro, a direcção de cada espectáculo, composta por delegados técnicos tauromáquicos e veterinários.

Lembrados têm de ser também as equipas médicas e de enfermagem, os bombeiros e segurança, quer seja privada ou pública.

Destas “figuras” discretas da Festa, nunca rezam as galas de entrega de troféus, nunca ou raramente rezam os aplausos e homenagens, mas deles dependemos para que tudo se mova e se torne possível.

Espera-se que um dia, possam ser agraciados tão-somente por existirem e com tom imprescindível para que a Tauromaquia seja como é!

google.com, pub-5416276538842499, DIRECT, f08c47fec0942fa0