Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Excelente curro da Herdade de Pégoras em Cuba

  • 2022-09-04 20:43
  • Autor: António Carneiro
  • Autor da Foto: António Carneiro


A Praça de Touros de Cuba recebeu este sábado a sua tradicional Corrida de Touros, com um cartel jovem e uma excelente tarde de touros.
CRÓNICA DA CORRIDA

Desfrutou-se, ontem, 3 de Agosto, de um ambiente bastante taurino na vila de Cuba, no Alentejo.

A praça com os quase três quartos de casa preenchidos, desenhava o prenúncio de um bom espetáculo.

Ao sinal do diretor da corrida, Agostinho Borges, dava início a corrida tradicional da Feira de Cuba.

A primeira lide da tarde foi a duo com o rejoneador Andrés Romero e o cavaleiro Francisco Núncio, resultando uma função agradável.

Andrés Romero lidou de seguida o segundo toiro, estando regular embora a actuação não tenha impressionado muito.

Miguel Moura, teve uma lide bastante agradável, com ferros em sortes frontais e ao estribo, rematados com bonitos momentos de brega.

Luís Rouxinol Júnior, recebeu muito bem o seu adversário, que foi o toiro de melhor nota da tarde, permitindo uma lide recheada de muita emoção, deixando o cavaleiro desenhar sortes acertadas, com a colocação de ferros de boa nota.

Francisco Núncio, esteve regular na colocação da ferragem da ordem, deixada em sortes bem delineadas.

A última lide da tarde foi realizada a duo pelos cavaleiros Miguel Moura e Luís Rouxinol Júnior, que brindaram aos seus pais, os maestros João Moura e Luís Rouxinol.
Uma lide que resultou muito bem, com entendimento perfeito para a concretização da cravagem, respeitando mutuamente os tempos e as entradas em sorte. Disso resultou emoção e a colocação de ferros de excelente nota.

Relativamente ao curro para esta corrida, pertenceu à Ganadaria Herdade de Pégoras, bem apresentado, com exemplares de notável qualidade, bastante à altura do espetáculo. O ganadeiro foi chamado a praça três vezes.

Quanto aos homens das jaquetas das ramagens, a tarde foi brindada de boas pegas.

Pegaram pelos Amadores da Moita: Filipe Correia e João Cesar à primeira tentativa, com boa primeira ajuda de Carlos Jorge.

Pelo Real Grupo de Forcados Amadores de Moura, pegaram à segunda tentativa Luís Branquinho e José Maria Costa Pinto à primeira tentativa depois de dobrar Gonçalo Borges que se lesionou no seu primeiro intento.

Pelos Amadores de Beja pegaram Nuno Barreto à primeira tentativa e Manuel Maria Vicente à segunda tentativa.

Dirigiu a Corrida, sem quaisquer incidências, o Delegado Técnico do IGAC, Agostinho Borges, auxiliado pelo veterinário, o Dr. Carlos Santana.

google.com, pub-5416276538842499, DIRECT, f08c47fec0942fa0