• geral@touroeouro.com

Em directo

Paio Pires, 3 de Agosto

2018-08-03 21:00:00

Redondo - Marcos Bastinhas e Rouxinol Jr.

Marcos Bastinhas recebeu o toiro que lhe tocou em sorte, dobrando-se num palmo de terreno nos médios da praça. Para faena de curtos sacou o Capa Negra rubricando uma lide alegre com sortes bem preparadas e ferros cravados en su sitio. Terminou com o Bambu deixando uma rosa e um par de bandarilhas em terrenos de dentro de muito boa nota.
Pegou pela formação de Cascais, André Ramalho à segunda tentativa.

Após o primeiro toiro se ter lesionado e após 20 (!!!) minutos para embolar o sobrero, saiu à arena um toiro com trapio, com muita pata e que ainda apanhou o jovem ginete de Pegões, Rouxinol Júnior contra as trincheiras. Deixou dois compridos de boa nota, seguindo para os curtos mantendo o nível que apresentara anteriormente. Deixou um violino com o toiro encostado as tábuas de boa nota. Terminou a sua aparição com um palmito e um par de bandarilhas que só pecou pela colocação, tendo ficado ligeiramente descaído.
Para fechar a noite de toiros que durou cerca de quatro horas, pelo Grupo de Redondo foi à cara o cabo Hugo Figueira tendo consumado ao quarto intento, a sesgo.

Prémios entregues a Fernandes de Castro, Luís Rouxinol e GFA Lisboa

E porque estavam em disputa prémios para a melhor lide, melhor toiro em apresentação e bravura e melhor pega, os prémios foram entregues a:

Luís Rouxinol - Lide do quarto toiro da ordem
Fernandes de Castro - Apresentação e Bravura (último toiro da ordem)
Bernardo Reboredo - GFA Lisboa (terceira pega da ordem)

O Júri foi constituido por: Rui Fernandes, Dr. Vasco Lucas, Dr. Pires da Costa, Luís Cebola e Lourenço Vinhas

6º Touro - João Telles Júnior (Fernandes de Castro - 520 quilos)

Ao som do pasodoble 'Manolete' lidou João Telles Júnior... Telles teve por diante um rematado toiro de Fernandes de Castro, que durante toda a função não ofereceu facilidades... contudo, Telles levou a efeito uma prestação em crescendo, terminando com dois violinos e um palmo à meia volta, sortes que em muito agradaram ao público que ovacionou de pé.

Duarte Palha e José Maria Abreu foram os forcados encarregues de consumar de cernelha, a pega do último toiro do festejo inaugural da Praça de Touros de Paio Pires.

João Telles Júnior - Volta
Duarte Palha e José Maria Abreu - Não foi autorizada volta

Redondo - Francisco Cortes e Manuel Telles Bastos

Noite menos feliz teve o ginete de Estremoz, Francisco Cortes. Enfrentou-se com um toiro que desde cedo evidenciou sinais fortes de crença em tábuas, não permitindo qualquer tipo de luzimento ao cavaleiro. Baseou a sua lide em sortes a sesgo, porém porém o toiro rachava-se cada vez mais com o prolongar do tempo de lide.
Pegou pelo Grupo de Cascais o forcado Ventura Doroteia ao primeiro intento.

Manuel Telles Bastos iniciou faena com três compridos à tira. Manteve-se fiel ao seu estilo clássico, lidando um oponente que foi a menos. Mão certeira a do ginete da Torrinha levando-o a que tivesse por cima da rês que lhe tocou em sorte
Pegou pela formação redondense o forcado Joaquim Ramalho ao bom primeiro intento.

5º Touro - João Moura Caetano - (Sobrero - Fernandes de Castro - 460 quilos)

A quinta actuação da noite, coube a João Moura Caetano, enfrentando-se com o toiro sobrero, em virtude do primeiro do seu lote, da ganadaria Passanha, se ter lesionado numa tentativa de saltar a trincheira.
Caetano de tudo fez para lidar este 'mansote' desinteressado, mas a sua actuação a resultar abreviada por escassez de toiro...

Tiago Silva, dos Amadores de Lisboa, consumou pega ao segundo bom intento.

João Moura Caetano - Não foi autorizada volta
Tiago Silva (GFA Lisboa) - Volta

Nota: Relembramos que por ser sobrero, este toiro saiu à arena não entrando no concurso que esta noite se anuncia, aqui, em Paio Pires.

Redondo - Rui Salvador e Tito Semedo

Abriu praça o cavaleiro Rui Salvador, enfrentando-se com um toiro, que, como os restantes pertence à ganadaria de Herdeiros de Cunhal Patrício. Após a ferragem comprida e tendo pela frente um oponente reservado e que pouco transmitia no remate das sortes, o cavaleiro de Tomar limitou-se a deixar a ferragem da ordem com correção, cravando os curtos em sortes cingidas de boa nota.
Pegou o primeiro toiro da noite o forcado Rui Grilo ao terceiro intento, envergando a jaqueta do Grupo de Cascais.

Tito Semedo, após brindar à Associacao Tauromáquica Redondense partiu para uma actuação agradável frente a um toiro com trapio e que apertava bastante no momento da cravagem, tendo o ginete sido tocado aquando do quarto curto. Iniciou faena de curtos com um grande ferro, dando vantagens ao oponente numa sorte com batida ao pitón contrário. Terminou a sua passagem neste bonito coliseu com uma sorte al violin em terrenos de compromisso.
Para a pega saltou o forcado João Calado, havendo lugar a quatro tentativas verdadeiramenre arrepiantes com o toiro a nao humilhar e a ser extremamente violento levando um dos forcados que dobrou o inicial a voar para o lado de fora das trincheiras. Foram no total três os forcados a serem transportados de maca. Pegaram de cernelha os forcados Daniel Silva e Carlos Silva, dos Amadores do Redondo.

4º Touro - Luís Rouxinol (David R. Telles - 520 quilos)

Não foi fácil o toiro de David Ribeiro Telles, mas o ofício de Luís Rouxinol fez-se notar, deixando com valor os curtos da praxe, lidando com o Douro, fazendo-se notar na sua brega muito ligada e nos remates das sortes.
O público exigiu e Luís cedeu a deixar em Paio Pires a sua imagem de marca, um par de bandarilhas, montando o Antoñete, sendo que antes, havia cravado um palmo, ambos do agrado e regozijo do público entregue à sua faena.

A quarta pega da noite, pertencente à formação das Caldas da Rainha, esteve por conta do forcado António Cunha, efectivando ao primeiro intento.

Luís Rouxinol - Volta
António Cunha (GFA Caldas da Rainha) - Volta

3º Touro - João Telles Júnior (Prudêncio - 480 quilos)

A primeira actuação de João Telles Júnior na novel Praça de Touros de Paio Pires, foi agradável e decorreu em tom crescente, frente ao mais mansote toiro do que se leva de festejo até ao momento.
Dentro do seu habitual conceito, Telles Júnior cativou pela emoção que tentou imprimir às sortes, atacando o toiro com vistosidade, cravando após batida ao pitón contrário.

Pelos Amadores de Lisboa, pegou na linha da frente, efectivando à primeira tentativa, o forcado Bernardo Reboredo.

João Telles Júnior - Volta
Bernardo Reboredo e primeiro ajuda (GFA Lisboa) - Volta

Três quartos fortes no Redondo

Começou há pouco mais de meia hora, a corrida com palco no Coliseu do Redondo.
O espectáculo, recorde-se, junta na arena alentejana, os cavaleiros Rui Salvador, Tito Semedo, Francisco Cortes, Manuel Telles Bastos, Marcos Bastinhas e Luís Rouxinol Júnior, com pegas a cargo dos Amadores de Cascais e Redondo, com touros de Cunhal Patricio.
O Coliseu do Redondo regista uma boa entrada de público, rondando os três quartos de casa fortíssimos.
O espectáculo é dirigido por Marco Gomes.

2º Touro - João Moura Caetano - (Vale Sorraia - 500 quilos)

Chegou a sair à arena o primeiro toiro do lote de João Moura Caetano, sendo que ao quase saltar a trincheira, lesionou-se... Caetano, começou assim por lidar o segundo do seu lote, um exemplar de Vale Sorraia, de 500 quilos e com trapio inegável.
Depois de dois bons compridos, Caetano lidou com o Temperamento, dando com a esta montada, a já 'habitual' lição de toureio templado, com classe e elegância por todos os 'poros'... Terminou com o Hip-Hop, conseguindo momentos de beleza e inquestionável correcção, ao citar em curto e reunir de forma precisa.
Muito boa actuação de João Moura Caetano.

Francisco Esteves, dos Amadores das Caldas da Rainha, efectivou pega à segunda tentativa.

João Moura Caetano - Volta
Francisco Esteves (GFA Caldas da Rainha) - Volta

1º Touro - Luís Rouxinol - (Veiga Teixeira - 540 quilos)

Ao som do pasodoble 'Manuel dos Santos', o primeiro que tocou nesta corrida inaugural do tauródromo de Paio Pires, iniciou-se o espectáculo, precedido de oportunas palavras do autarca local... 'Graças ao esforço de gente de Paio Pires e muitas empresas, que nunca deixaram de acreditar...', foram algumas das palavras proferidas pelo Presidente da Câmara.

A função foi aberta, claro está, pelo mais antigo cavaleiro de alternativa, Luís Rouxinol, enfrentando-se com um bem apresentado toiro de Veiga Teixeira, cumpridor 'q.b.', embora a transmitir pouco...
Luís Rouxinol andou regular na cravagem dos curtos, pondo 'tudo' na lide deste astado, destacando-se num violino de palmo de boa nota...

Duarte Mira, dos Amadores de Lisboa, fez a primeira pega da noite e a primeiríssima pega deste renovado palco.
Mira consumou ao primeiro intento.

Luís Rouxinol - Volta
Duarte Mira (GFA Lisboa) - Volta

 

Cortesias... Paio Pires

Triunfo da Festa antes mesmo do início do espectáculo em Paio Pires, tão-só pelo facto de hoje, dia 3 de Agosto, se inaugurar uma praça de touros...
PAIO PIRES!!!
Em cartel, num dia que sempre se recordará, estão os cavaleiros Luís Rouxinol, João Moura Caetano e João Telles Júnior, sendo que à arena sairão toiros de diversas ganadarias.
As pegas estarão por conta dos Grupos de Forcados Amadores de Lisboa e Caldas da Rainha.
As cortesias já se fizeram, num espectáculo dirigido pelo Sr. Tiago Tavares, apresentando o novel tauródromo, cerca de três quartos de entrada.