• geral@touroeouro.com

Em directo

Moura, 07 de Setembro 2018

2018-09-07 21:30:00

6º Touro - João Moura Júnior (Alves Inácio - 515 quilos)

Para fechar esta noite, que já vai longa, saiu ao ruedo mais um toiro bem apresentado com ferro de Alves Inácio. Denotou desde cedo forte crença em tábuas, conseguindo o ginete Monfortense dar-lhe a volta por cima, deixando curtos de mérito, com a habitual galhardia. Boa brega, com ladeios vistosos, culminada com ferragem eficaz, rematada com piruetas cingidas na cara do segundo de seu lote. Terminou a noite com dois palmitos de boa nota, em sortes com ligeira batida ao pitón contrário.

 

Para fechar a noite, saltou à arena o forcado Cláudio Pereira, consumando rija pega ao bom primeiro intento.

 

João Moura Júnior - Volta
Cláudio Pereira (Real G.F.A.Moura) - Volta

5º Touro - Diego Ventura - (Alves Inácio - 610 quilos)

Bem apresentado e com trapio saiu o quinto da ordem e a verdade é que o rejoneador tentou deixar desde logo o primeiro comprido da ordem em sorte de gaiola com o Guadalquivir. O oponente que lhe tocou em sorte denotava falta de força e Diego deu-lhe a volta por cima, montando o Nazarí, com o qual demonstrou ladeios fenomenais, levando o toiro na garupa da sua montada. Ferros curtos de levantar o público dos seus assentos, dada a qualidade da cravagem. Ferros de antologia, com batida ao pitón contrário, rematando as sortes com uma brega de qualidade extrema! Com o Lío deixou curto de grande nota, fechando a sua passagem neste tauródromo com o Dóllar. Par de bandarilhas, com a montada sem cabeçada, a deixar o público em total êxtase!

 

A quinta pega da noite foi executada pelos forcados Rui Ameixa e Fernando Navas, consumando em sorte de cernelha à segunda tentativa.

 

Diego Ventura - Volta
Rui Ameixa e Fernando Navas (Real GFA Moura) - Volta

 

 

4º Touro - João Moura (Alves Inácio - 520 quilos)

Após o equador do festejo saiu de novo à arena, o mais antigo cavaleiro de alternativa em actividade, que deixou a ferragem comprida da ordem com ofício. Começou fria a fase de curtos do maestro João Moura, com uma passagem em falso e três curtos, onde as reuniões não foram tão cingidas como na actuação com que abriu esta noite de toiros. O seu oponente adiantava-se no momento da reunião, o que dificultou o labor ao cavaleiro de Monforte. Concluiu a sua passagem por Moura com um ferro de palmo de boa nota.

 

A pega que abriu a segunda parte do festejo, esteve a cargo do forcado João Cabrita, tendo o mesmo consumado à segunda tentativa.

 

João Moura - Volta
João Cabrita (Real G.F.A.Moura) - Volta

3º Touro - João Moura Júnior (Alves Inácio - 505 quilos)

O astado que saiu ao ruedo em terceiro lugar foi, até ao momento, o mais colaborador do festejo, possibilitando ao ginete imprimir o seu conceito de lide. Cites de praça a praça, com o toiro a arrancar-se mal via a montada, cravando ao estribo de forma eficaz. A sua brega é de qualidade e o público aprecia. Terminou com dois curtos, dando vantagem ao oponente que lhe tocou em sorte, de excelente nota.

Para a última pega da primeira parte do festejo, saltou ao ruedo o forcado Márcio Zeferino, efectivando à segunda tentativa.

 

João Moura Júnior - Volta
Márcio Zeferino (Real G.F.A.Moura)
- Volta

2º Touro - Diego Ventura - (Alves Inácio - 495 quilos)

Saiu bastante distraído o segundo da ordem, levando a que Diego o perseguisse de forma a deixar os dois compridos com o Lambrusco. De curtos saiu com o Fino demonstrando uma brega a duas pistas de excelência, culminando com ferros cravados de forma soberba, com batida ao pitón contrário. Para fechar a sua primeira aparição da noite, sacou um cavalo novo da sua quadra, de seu nome Gitano, com o qual deixou dois ferros em sortes frontais, com batida, 'al violín'.

Para a segunda pega da noite, saltou à arena o forcado Gonçalo Malato, sendo dobrado por David Carvalho, em consumação ao segundo efectivo intento.

 

Diego Ventura -volta
David Carvalho (Real G.F.A.Moura) - Não deu volta embora autorizada

1º Touro - João Moura - (Alves Inácio - 530 quilos)

Frente ao primeiro toiro que viajou desde o Concelho de Benavente, actuou o maestro João Moura. Após deixar a ferragem comprida de forma regular, iniciou faena de curtos, demonstrando que está para competir com os demais colegas em cartel. Lidou bem, deixando os ferros com ligeira batida ao pitón contrário. O quarto curto é tremendista, com o toiro fechado em tábuas, citou praça a praça, carregando o oponente, deixando em reunião cingidíssima um excelente ferro ao estribo. Terminou com um palmito a sesgo.

A primeira pega da noite foi concretizada pelo forcado Gonçalo Borges ao quarto intento.

 

João Moura - Volta
Gonçalo Borges (Real G.F.A Moura) - Não foi autorizada volta

Cortesias...

Tudo pronto para mais uma extraordinária noite de toiros, desta feita em Moura, com um cartelazo de encher qualquer tauródromo. Corrida de alta expectativa nesta praça do baixo Alentejo, com a presença de máximas figuras do toureio mundial e um aspirante a tal posto. João Moura, Diego Ventura e João Moura Jr, em competição na arena Mourense frente a seis imponentes toiros da ganadaria ribatejana de Alves Inácio. Pegam em solitário, numa demonstração de coragem, o Real Grupo de Forcados Amadores de Moura.

Após uma emocionante procissão de velas em honra de Nossa Senhora do Carmo, realizaram-se as tradicionais cortesias, contando neste momento esta castiça praça com a sua lotação cheia "à vista". Dirige o espetáculo o Sr.Agostinho Borges, assessorado pelo médico veterinário Dr. José Guerra e pelo cornetim Ricardo Fernandes.