Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Em directo

Tomar, 9 de Agosto 2019

2019-08-09 21:30:00

6ºTouro - António Prates (São Martinho - 550 quilos)

Esta longa noite vai ter como epílogo lide do cavaleiro António Prates. Frente a mais um complicado astado com ferro de São Martinho, que se refugiava nos seus terrenos de forma bastante defensiva, levando a que o ginete alentejano lhe pisasse os terrenos, correndo, todavia, sérios riscos. O segundo curto é, de facto de boa nota, motivando a que soassem os acordes da Banda da Pedreira. A partir daí a crença em tábuas acentuou-se, elevando ainda mais a dificuldade de realizar uma lide redonda. Porém, ficam na rotina bons pormenores quer na brega como na cravagem da ferragem da ordem.

Para a última pega da dura noite, foi eleito para ir à cara o forcado Ricardo Silva, dos amadores de Tomar, consumando ao primeiro intento.

António Prates - Volta
Ricardo Silva (GFA Tomar) - Volta

5º Touro - Luís Rouxinol Jr. (São Martinho - 560 quilos)

O cavaleiro encarregue de dar lide ao quinto da ordem foi Luís Rouxinol Jr. Mais uma lide de risco do jovem ginete que teve de pôr aquilo que o seu oponente não punha. Embora com mais mobilidade e apresentando alguma fijeza, não permitiu o triunfo que o jovem procurava. Ainda assim, desenhou faena do agrado do público com um segundo curto de elevada nota e um ferro de violino que levantou parte do conclave presente. Terminou a sua passagem pela cidade do Nabão com um ferro de palmo.

Para a última pega dos amadores do Montijo, que são hoje um grupo com o orgulho muito ferido, foi à cara João Sobral dobrado por Gonçalo Costa à quinta efectiva tentativa, a sesgo com ajudas carregadíssimas.

Luís Rouxinol Jr - Volta
Gonçalo Costa (GFA Montijo) - Não foi autorizada volta

4º Touro - Marcos Bastinhas (São Martinho - 550 quilos)

Após um curto intervalo, voltou a sair ao ruedo o cavaleiro Marcos Bastinhas, trajando de negro como é habitual na corrente temporada. A noite já vai longa e o clima em praça é de medo e alguma consternação. Denotou um pouco mais de mobilidade o quarto da ordem, permitindo ao ginete uma lide dentro do seu estilo mais efusivo, com a cravagem de uma série de curtos de boa nota, culminada com um par de bandarilhas à meia volta, onde sofreu toque na sua montada. 

Para a quarta pega da noite, pelos amadores de Tomar, foi à cara o forcado Renato Pereira com uma grande primeira ajuda de Hernani Santos, efectivando uma grande pega ao segundo intento, após na primeira tentativa o ajuda Pedro Vieira ter recolhido è enfermaria.

Marcos Bastinhas - Volta
Renato Pereira e Hernani Santos (GFA Tomar) - Volta

3ºTouro - António Prates (São Martinho - 650 quilos)

O terceiro da ordem esteve por conta do mais novo cavaleiro em cartel, António Prates. Não teve sorte o jovem de Vendas Novas dado que o enorme astado que saiu ao ruedo não permitiu qualquer tipo de luzimento. Foi um toiro extremamente distraído e com mais vontade de galgar as trincheiras que sequer olhar o binómio que tinha por diante. Ainda assim, ressalva-se o facto de não virar a cara à luta, deixando a ferragem da ordem como pôde, consentindo forte toque na sua montada durante a cravagem do segundo curto. 

Para a pega deste perigoso e violento toiro, foi à cara o forcado João Paulo Damásio saindo de imediato para a enfermaria após violenta colhida, sendo dobrado por Isidoro Cirne que não conseguiu consumar, depois da rês ter levantado por completo uma das tábuas da trincheira e causado enorme alvoroço. Optou-se após largos minutos pela tentativa de cernelha não sendo cosumada a pega, LOUVANDO-SE a atitude de acatar a decisão do director de corrida.

António Prates - Não foi autorizada volta

2º Touro - Luís Rouxinol Jr. (São Martinho - 570 quilos)

Foi instável o primeiro estado da lide deste segundo da ordem, dada a inércia da rês que lhe tocou em sorte e a alguns problemas com a sua montada. Luís Rouxinol Jr. apesar de ter aliviado na primeira reunião, deixou um segundo curto a elevado quilate, chegando mesmo o astado a tocar a casaca do ginete de Pegões. Após breves momentos em que o toiro decidiu fechar-se em terrenos de dentro, deixou um terceiro a sesgo, elevando logo de seguida o nível da sua actuação com três curtos de boa nota, em reuniões ajustadíssimas nos médios da arena de Tomar. 

Para a primeira pega da noite do grupo de forcados amadores de Tomar, foi eleito Vasco Freitas sendo dobrado pelo nóvel cabo Hélder Parker efectivando à quinta efectiva tentativa, saindo lesionado ainda o ajuda Luís Campino. 

Luís Rouxinol Jr - Volta
Hélder Parker (GFA Tomar) - Não foi autorizada volta

1º Touro - Marcos Bastinhas (São Martinho - 620 quilos)

Causou burburinho à saída dos curros este primeiro exemplar que, como os restantes, pertence à ganadaria titular de São Martinho. Apesar de denotar um trapio irrepreensível, mostrou-se reservado, pedindo as credenciais ao cavaleiro de Elvas. Marcos Bastinhas percebendo as dificuldades do oponente que tinha por diante, abreviou a sua faena com três curtos, onde o perigo e a emoção foram uma constante. 

Para a pega deste astado, pelos amadores do Montijo, foi à cara o forcado Hélio Lopes consumando ao segundo intento.

Marcos Bastinhas - Volta
Hélio Lopes (GFA Montijo) -  Volta

Despedida do cabo do GFA Tomar

Antes do início do festejo propriamente dito, teve lugar a passagem de testemunho da chefia do grupo de forcados amadores de Tomar. Após despir a jaqueta, Marco Fernando de Jesus e tomar posse o nóvel cabo Hélder Parker, foi passeado em ombros de forma emotiva pela arena, sob ovação do público presente. 

Cortesias...

A Corrida do Emigrante, em Tomar, é já há muitos anos, data tradicional do panorama taurino nacional. Esta sexta-feira, o festejo tem como principal aliciante um imponente curro de toiros, com ferro alentejano de São Martinho. Anunciado como o "curro da temporada", será lidado por três jovens cavaleiros que, cada vez mais, se tentam impôr no escalafón português: Marcos Bastinhas, Luís Rouxinol Jr. e António Prates. Para além destes aliciantes, o cabo do grupo de forcados amadores de Tomar, Marco Fernando de Jesus, irá despedir-se dando lugar a Hélder Parker, num momento que se espera de elevada carga emocional. Compartem cartel com a formação tomarense, os amadores do Montijo. A corrida que é dirigida pelo delegado técnico tauromáquico José Soares, coadjuvado pelo Dr. José Luís Cruz conta, neste momento, com cerca de meia casa preenchida.

google.com, pub-5416276538842499, DIRECT, f08c47fec0942fa0