Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Em directo

Figueira da Foz, 10 de Agosto 2019

2019-08-10 21:30:00

6º Touro - António Prates (Falé Filipe - 490 quilos)

Como mais jovem cavaleiro de alternativa, saiu à arena para a lide do último toiro da ordem, António Prates.
Vestindo casaca preto, com bordado a prata, o toureiro de Vendas Novas, levou a efeito uma actuação rápida e intermitente. Cumpriu na ferragem inicial, deixando quatro curtos regulares, sendo que depois de penúltima reunião, sofreu forte toque na montada.

A última pega da entretida noite de toiros, foi efectivada por João Gomes, do Grupo de Forcados do Aposento da Moita, ao segundo intento.

António Prates - Não deu volta, embora autorizada
João Gomes (GF Aposento da Moita) - Volta

5º Touro - David Gomes - (Falé Filipe - 500 quilos)

David Gomes lidou o quinto da noite, um toiro dentro da mesma linha dos restantes, embora se deixasse lidar... David cumpriu com regularidade e sem alardes de triunfo, faltando principalmente mais brega, contudo, cresceu e fez-se 'ouvir' nos violinos, momento em que o público mais reagiu. Terminou com um palmito.

A última pega destinada ao Grupo de Forcados Amadores de Montemor, foi consumada ao primeiro espectacular intento por António Calça e Pina.

David Gomes - Volta
António Calça e Pina (GFA Montemor) - Volta

4º Touro - Andrés Romero (Falé Filipe - 585 quilos)

Andrés Romero trouxe vivacidade e ritmo ao público da Figueira da Foz.
Abriu a função com o Hidalgo e bons compridos, para nos curtos, deslumbrar os presentes com uma soberba prestação, coesa e com bons ferros, principalmente a cargo do cavalo Fuente Rey, com o qual reuniu cingidamente. Terminou com chave de ouro, trazendo à arena o Jerjes, deixando com ele mais um curto de grande nota, exibindo faculdades da sua montada, ao andar na vertical...

A quarta pega da noite, foi consumada à segunda tentativa por Martím Cosme, do Grupo de Forcados do Aposento da Moita, valendo a soberba primeira ajuda de Martim Afonso Carvalho.

Andrés Romero - Volta e volta
Martím Cosme e Martim Afonso Carvalho (GF Aposento da Moita) - Volta

3º Touro - João Moura Caetano (Falé Filipe - 500 quilos)

João Moura Caetano foi o terceiro cavaleiro a entrar em praça, lidando um complicado toiro de Falé Filipe.
Toiro que nunca se empregou na função, tendo que ser o cavaleiro a pôr tudo.
Lidou bem face à matéria-prima que tinha por diante, deixando de boa forma os compridos e curtos da praxe, terminando a lide com o público a reconhecer o seu labor.

A segunda pega da noite destinada à formação montemorense, esteve por conta do forcado José Maria Vacas de Carvalho.

João Moura Caetano - Volta
José Maria Vacas de Carvalho (GFA Montemor) - Volta

2º Touro - Rui Salvador (Sobrero - Santos Silva - 450 quilos)

Bom toiro, ou melhor, excelente toiro, de Santos Silva, com Rui Salvador a sair bafejado pela sorte ao ver sair pela porta dos curros, um oponente que contribuiu para aquilo a que se pode chamar de uma actuação muito inspirada do ginete que esta temporada comemora 35 anos de alternativa.
Bem nos compridos, mas magnifico a lidar na fase de curtos, Salvador partiu para o toiro, desenhando perfeitas sortes, desde a preparação, reunião e execução total dos ferros deixados... E tudo, com imenso sentimento!
O público ovacionou com ganas esta grande actuação.

A primeira pega da noite pertencente ao Grupo de Forcados do Aposento da Moita, foi concretizada por Fábio Matos ao primeiro intento.

Rui Salvador - Volta
Fábio Matos (GF Aposento da Moita) - Volta

1º Touro - Ana Batista - (Falé Filipe - 505 quilos)

Com evidente congestionamento, o primeiro toiro da ordem foi devolvido aos currais, sem que foi demorada a sua recolha aos curros.
Troca-se o turno, saindo a lidar aquele que haveria de ser o segundo exemplar, Ana Batista.
Ana enfrentou-se com um toiro feio de cara e que se adiantou na primeira fase da lide, obrigando a cavaleira a 'estudar' o oponente que teve por diante. Bem nos compridos e exbindo a sua já larga experiência, actuou em crescendo nos curtos, terminando de boa forma a sua prestação figueirense.

A primeira pega da noite, esteve por conta do Grupo de Forcados Amadores de Montemor, indo para a cara do toiro João Vacas de Carvalho, efectivando ao primeiro intento.

Ana Batista - Volta
João Vacas de Carvalho (GFA Montemor) - Volta

Cortesias...

Figueira da Foz!
E agora sim, com uma temperatura inesperadamente aprazível, desde que há minutos cairam uns pingos de chuva pouco envergonhados e já com alguma consistência.
O Coliseu voltou a engalanar-se para receber mais uma corrida da sua temporada de verão, com toiros de Falé Filipe e as actuações dos cavaleiros Rui Salvador, Ana Batista, João Moura Caetano, Andrés Romero, David Gomes e António Prates.
As pegas estarão por conta dos Grupos de Forcados Amadores de Montemor e Aposento da Moita.
As cortesias já se fizeram, sob a direcção de Paulo Valente, assessorado pelo médico veterinário, José Luís Cruz.

O Coliseu Figueirense, conta com uma entrada de público que ronda a meia casa forte.