Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Em directo

Nazaré, 10 de Agosto 2019

2019-08-10 21:45:00

6º Touro - Marcos Bastinhas - (Romão Tenório - 520 quilos)

Foi bom o sexto toiro saído à arena, tendo lide destinada a Marcos Bastinhas que brindara à conhecida aficonada Maria Rebimba. Após dois compridos regulares, iniciou a sua série de curtos, abrindo demasiado quarteio, tendo crescido com o evoluir da sua estadia na arena. Ao som de "España Cani" e com palmas a compasso, desenhou lide ao estilo do rejoneio espanhol com sortes abordadas em redondo. Fechou com um ferro al violín e um meio par seguido de um outro, porém agora efectivo. Apeou-se da montada, correndo para os médios e ajoelhando-se no ruedo ao estilo dos futebolistas, em pleno movimento.

Pelos amadores de Coimbra foi à cara o forcado Pedro Marques, consumando pega ao primeiro intento após reunião conseguida.

Marcos Bastinhas - Volta e volta
Pedro Marques (GFA Coimbra) - Volta

5º Touro - João Moura Júnior (Romão Tenório - 510 quilos)

"No hay quinto malo" e diga-se que até este momento foi aquele que mais cumpriu permitindo a que João Moura Júnior exibisse a brega a duas pistas que tanto gosta. O terceiro curto é de excelente nota, numa sorte frontal, executando acentuada batida e cravando numa reunião ajustadíssima. Já ao som de "Forcados do Sul" fechou a sua passagem nesta castiça vila com duas mourinas de belo efeito, deixando enorme ambiente entre o muito público que aderiu a este espetáculo.

Para a quinta pega da noite, saltou à arena Vasco Coelho dos Reis, envergando jaqueta do Aposento da Chamusca. Consumou pega à primeira tentativa.

João Moura Júnior - Volta
Vasco Coelho dos Reis (GFA Chamusca) - Volta
Ganadeiro - Volta

4º Touro - Luís Rouxinol - (Romão Tenório - 470 quilos)

Após o equador do festejo regressou ao ruedo o cavaleiro de Pegões, Luís Rouxinol.
Teve pela frente um astado que, nalguns momentos, denotou falta de força mas, ainda assim possibilitou ao ginete algum luzimento. Com o Douro desenhou uma lide com bons pormenores de brega, destacando-se no que a ferros curtos diz respeito, o terceiro da ordem. Fechou a sua actuação com um par de bandarilhas de boa execução, seguido de um ferro de palmo.

Pelos Amadores de Lisboa, foi à cara o forcado Rui Santos, consumando pega ao primeiro intento.

Luís Rouxinol - Volta
Rui Santos (GFA Lisboa) - Volta

3º Touro - Marcos Bastinhas - (Romão Tenório - 535 quilos)

Embora o menos pesado até ao momento, foi o mais harmonioso e colaborador aquele que lidou Marcos Bastinhas em terceiro lugar. A "jogar em casa" dado o forte carinho que recebe destas gentes, e com o "Capa Negra" deixou uma série de curtos de boa nota, notando-se contudo uma clara preocupação em vir receber os aplausos que tanto o movem, após a cravagem da ferragem da ordem. Finalizou com um par de bandarilhas, após duas tentativas goradas, sendo todavia, de notável execução!

Para a última pega da primeira parte, pelos Amadores de Coimbra, foi à cara o forcado António Ferreira que saiu lesionado, sendo dobrado pelo cabo Pedro Silva ao segundo efectivo intento.

Marcos Bastinhas - Volta e Volta
Pedro Silva (GFA Coimbra) - Não deu volta, embora autorizada

2º Touro - João Moura Júnior (Romão Tenório - 560 quilos)

Vestindo verde garrafa e ouro, saiu à arena o cavaleiro João Moura Jr.
Não sendo um toureiro tão efusivo como os colegas que com ele, na noite de hoje, repartem cartel, arriscou com uma sorte gaiola, que embora não resultasse redonda, foi uma tentativa de "pôr desde cedo o público no bolso". A rês que colocou por diante no seu lote mostrou-se distraída e com algumas reservas. O cavaleiro de Monforte baseou a sua faena de curtos em sortes com batida ao piton contrário, que quando resultaram, foram de boa nota, todavia sem grande possibilidade de brilhar no remate das sortes. No epílogo desta sua primeira passagem pela arena da Nazaré teve de cravar três curtos a sesgo, dada a crença em tábuas que se acentuou por esta altura.

Para a segunda pega da noite pela formação que viajou desde a Chamusca, foi à cara o forcado João Saraiva, efectivando uma grande e rija pega à primeira tentativa.

João Moura Júnior - Volta
João Saraiva (GFA Chamusca) - Volta

1º Touro - Luís Rouxinol - (Romão Tenório - 580 quilos)

Após emotiva Homenagem em memória de Joaquim Bastinhas, com o conclave que preenche este bonito tauródromo a levantar-se e a retribuir com forte ovação, saiu à arena o cavaleiro Luís Rouxinol. Bastante volumoso e reservado saiu este primeiro astado, não reagindo ao momento da cravagem nos compridos. Sentiu a ferragem curta de uma outra maneira, arreando quando via que podia atingir a montada, chegando a atingi-la por um par de ocasiões. Luís deu-lhe a lide possível, tendo terminado com uma sorte de violino, que é do agrado deste público entusiasta.

Para a primeira pega da noite, pelo grupo de forcados amadores de Lisboa, foi indicado o forcado João Varanda tendo consumado pega ao primeiro intento.

Luís Rouxinol - Volta
João Varanda (GFA Lisboa) - Volta

Cortesias...

E aí está mais uma nocturna desde a castiça praça de touros do Sítio da Nazaré, onde como é habitual a chuva não pode faltar. A corrida desta noite é especial dado o forte carinho sentido por todos os aficionados nazarenos pela figura que foi Joaquim Bastinhas.
Cartel composto pelos cavaleiros Luís Rouxinol, João Moura Júnior e Marcos Bastinhas, com as pegas a cargo de três grupos de forcados amadores: Lisboa, Aposento da Chamusca e Coimbra. Os toiros esses viajaram desde os campos de Arronches e têm ferro de Francisco Romão Tenório. A corrida dirigida por Ana Pimenta, assessorada pelo Dr. José Manuel Lourenço, conta neste momento com uma entrada a preencher cerca de três quartos fortes da sua lotação.