Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Em directo

Cartaxo, 23 de Agosto 2019

2019-08-23 21:30:00

Prémios...

Estava em disputa um Concurso de Pegas, tendo o mesmo sido ganho pelo forcado João Rui Salgueiro, na pega do quinto toiro da noite, do Grupo de Forcados Amadores do Aposento da Chamusca.

6º Touro - Sónia Matias (São Martinho - 480 quilos)

O sexto e último toiro a sair ao ruedo teve lide por conta da cavaleira Sónia Matias. Após a ferragem comprida, encostou-se às tábuas não saindo de lá, nem com auxílio dos peões de brega. Um astado fatal , salgado de capa, que não permitiu qualquer tipo de luzimento à ginete, muito graças a estar rasgado por baixo, possivelmente devido a uma cornada, o que o fez defender-se ainda mais. Deixou três curtos, a muito custo, com o toiro compleamente inerte encostado a tábuas. 

Dada a total imobilidade do astado, optou-se pela tentativa de cernelha, pelos amadores do Cartaxo, sendo cernelheiro e rabejador, respectivamente,  Duarte Campino e Carlos Dias, com um elemento da trincheira a agarrar um dos pitóns do toiro, permitindo assim a entrada da dupla. 

Sónia Matias - Volta
Duarte Campino e Carlos Dias - Volta

5º Touro - Francisco Cortes (São Martinho - 520 quilos)

O quinto da ordem foi um complicadote com ferro da ganadaria titular desta noite. Completamente desligado do cavaleiro, o astado rematado de carnes mostrou-se inerte e com pouca potabilidade para permitir luzimento ao toureiro de Estremoz. Soou música, prematuramente, ao curto inicial, sendo que aquele que se seguiu a este foi de nível bastante superior. Lide dedicada e com muita vontade de um resiliente cavaleiro, que luta diariamente por mais oportunidade naquela que é a nossa Festa! Francisco Cortes teve por cima da rês, fechando a sua passagem pelo Cartaxo com um palmito, a sesgo, com o toiro já fechado em terrenos de dentro. 

Para a quinta pega da noite, pelos do Aposento da Chamusca, foi à cara João Rui Salgueiro, consumando enorme pega à segunda tentativa.

Francisco Cortes - Volta
João Rui Salgueiro - Volta

4º Touro - Tito Semedo (São Martinho - 520 quilos)

Tito Semedo após brindar aos seus colegas, Rui Salvador e ao seu afilhado de alternativa, Nélson Limas, iniciou lide ao quarto da ordem. Foi aquele que mais volume exibiu, tendo a cara mais fechada que os seus irmãos de camada. Aplicou nesta noite um toureio ligado com o seu oponente, exibindo bons pormenores de brega, na tentativa de levar o toiro na garupa da sua montada. Iniciou série de curtos da melhor maneira, com um ferro de valor, que lhe valeu imediatamente a concessão de música por parte da direção de corrida. Lide entusiasta e com forte vínculo ao conclave do cavaleiro que finalizou a sua aparição pela capital do vinho com um ferro de violino seguido de um palmito. 

Para a quarta pega da noite, pelos amadores do Ribatejo, foi à cara Dário Silva, que brindara ao Dr. António Soares, médico de serviço nesta praça de touros e conhecido amigo da forcadagem, tendo sido dobrado pelo cabo Pedro Espinheira efectivando pega ao quarto efectivo intento, saíndo posteriormente, também ele, para a enfermaria.

Tito Semedo - Volta
Pedro Espinheira (GFA Ribatejo) - Não foi autorizada volta

3º Touro - Rui Salvador (São Martinho - 490 quilos)

Dadas as situações inicialmente apresentadas, saiu em terceiro lugar aquele que é hoje o mais antigo cavaleiro de alternativa e que conforme anunciado, será homenageado durante o intervalo pelo município, pela comemoração do seu 35º aniversário de alternativa. O cavaleiro Rui Salvador não tem sido bafejado pela sorte no momento dos 'papelinhos', e mais uma vez, apanhou aquele que foi até ao momento o mais complicado da corrida. Forte crença em tábuas e alguma brutidade no momento da reunião, numa lide baseada em sortes a sesgo, tendo o cavaleiro consentido forte toque, aquando da cravagem do segundo curto da ordem. Após algumas passagens em falso e conseguindo imobilizar a rês nos tércios, destaca-se o bom terceiro curto, numa sorte frontal e ferro cravado a preceito. 

Para a terceira pega da noite, pela formação Cartaxeira, foi eleito para ir à cara o forcado João Bernardo, consumando pega à primeira tentativa.

Rui Salvador - Volta
João Bernardo (GFA Cartaxo) - Volta

2º Touro - Parreirita Cigano (São Martinho - 500 quilos)

Saiu com pata o segundo da ordem, sendo um toiro harmonioso e que mostrou mais mobilidade que o seu irmão saído anteriormente. Após uma fase de compridos, que pecou por alguma irregularidade, iniciou série de curtos da melhor maneira, com uma sorte bem desenhada, com o momento da cravagem a acontecer no timing certo. Bem a 'inteligência' a conceder música neste momento dado o impacto e a qualidade que o ferro teve. Parreirita Cigano jogava em casa e isso notou-se na dedicação que colocou na sua faena, tendo momentos de bom toureio, como foi o caso do segundo bom curto, cravado ao estribo en su sítio, de alto a baixo. 

Para a segunda pega da noite, pelo Aposento da Chamusca, foi eleito para ir à cara o forcado Francisco Andrade, tendo efectivado dura pega, aguentando um forte derrote, à primeira tentativa.

Parreirita Cigano - Volta
Francisco Andrade (GFA Aposento da Chamusca) - Volta

1º Touro - Nélson Limas (São Martinho - 470 quilos)

Após cerimónia de doutoramento, com o seu padrinho a conceder-lhe o primeiro comprido com que iniciará lide, saiu à arena o primeiro astado com ferro de São Martinho. Foi com um ferro em sorte de gaiola que Nélson Limas iniciou esta noite especial. O toiro denotou, desde cedo alguma falta de força, tendo inclusive logo de saída ido abaixo das mãos, aquando da cravagem do primeiro comprido. O ginete optou, preferencialmente, pela cravagem de ferros com batida acentuada ao pitón contrário, conseguindo chegar com som ao bastante público que acabou por preencher as bancadas desta velhinha, mas cuidada, Praça de Touros. Apesar de mostrar alguma crença em tábuas, acabou por se deixar, arracando-se sempre que lhe pisavam os seus terrenos. Lide de mérito do jovem ginete!

Para a primeira pega da noite, pelos Amadores do Ribatejo, foi à cara o forcado André Laranjinha, consumando ao primeiro intento.

Nélson Limas - Volta
André Laranjinha (GFA Ribatejo) - Volta

Cortesias...

Esta noite fica marcada, de forma especial, pela alternativa de mais um cavaleiro praticante. Trata-se de Nélson Limas que receberá o seu doutoramento, e a pedido do jovem, das mãos do cavaleiro Tito Semedo. As testemunhas deste momento serão Rui Salvador, Francisco CortesSónia MatiasParreirita Cigano, que lidará em segundo lugar dada a sua presença numa corrida, no dia de amanhã, em arenas francesas. Este cartel é complementado com um outro aliciante: o curro de toiros, com ferro São Martinho. Após dois festejos em que reses com esta divisa dificultaram, e muito, o labor de cavaleiros e forcados, espera-se uma noite em que todos os intervenientes apresentem as suas credenciais, de forma a levá-los de "vencidos". Estarão, ainda, na Praça de Touros do Cartaxo, três formações de moços que envergam as jaquetas de ramagens: Ribatejo, Aposento da Chamusca e Cartaxo

Este tauródromo, conta neste momento com cerca de dois terços da sua lotação preenchida, sendo o festejo dirigido por Marco Cardoso, assessorado pelo Dr. José Luís Cruz e pelo cornetim, João Ribeiro.

Antes do início do festejo, por comemoração do 145º aniversário desta Praça de Touros, foi realizada homenagem ao Sr. Rui Rocha, que há cerca de cinquenta anos é o responsável pelo cuidado deste bonito tauródromo, sendo lido forte e emotivo discurso por parte do empresário, Luís Miguel Pombeiro.

google.com, pub-5416276538842499, DIRECT, f08c47fec0942fa0