Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Em directo

Vila Franca de Xira, 06 de Outubro 2019

2019-10-06 16:30:00

7º - Touro - Manuel Dias Gomes - (Palha - 480 quilos)

A Manuel Dias Gomes coube encerrar a tarde de toiros vilafranquense.
Bem de capote e muito 'centrado' de muleta, enfrentou-se com quiçá o mais manejável e menos 'incomodativo' Palha para a lide a pé.
Andou bem por ambos os pitóns, embora numa faena sem tanta transmissão, ainda assim com um toureio repousado e de bom 'tom'.

Manuel Dias Gomes - Não deu volta, embora autorizada

6º Touro - Nuno Casquinha (Palha - 505 quilos)

Saiu com a cara pelo alto e com trapio o sexto da ordem destinado ao toureio a pé.
De vestido negro e azabache, saiu a lidar, vindo da enfermaria, Nuno Casquinha.
Mais discreto em capote e delegando na sua quadrilha a cravagem das bandarilhas, Casquinha seguiu para uma faena com a flanela rubra, com qualidade e valor e sobretudo muita vontade de contornar obstáculos.
O diestro enfrentou-se com um toiro que embora com brusquidão, investiu com repetição, permitindo ao toureiro executar séries por ambos os pitóns.

Nuno Casquinha - Volta e volta

5º Touro - Luís Rouxinol Júnior (Palha - 515 quilos)

Luís Rouxinol Júnior regressou à arena para a lide do quinto toiro da ordem, um toiro sério e que bem serviu à 'raça' toureira do dinástico ginete.
Depois de três compridos de nota regular, seguiu para os curtos, lidando de forma exemplar, com técnica, ou não fosse este o seu 'prato forte'. Bem no conceito de lide, bem nas reuniões e bem nas cravagens. Terminou com um par de bandarilhas e um palmito de boa nota e o público a ovacionar de pé...

A primeira e única pega da tarde, esteve por conta do Grupo de Forcados Amadores de Vila Franca, indo para a cara do toiro, o forcado João Luz, numa consumação ao segundo intento.

Luís Rouxinol Júnior - Volta
João Luz (GFA Vila Franca) - Volta

4º Touro - Luís Rouxinol (Palha - 535 quilos)

Tarde 'estranha' em Vila Franca de Xira...
Depois de regulares compridos, Luís Rouxinol seguiu para uma série de curtos montando o Douro. Toiro excepcional, com alegria e som na hora de investir e que estava a permitir uma actuação em crescendo do veterano ginete de Pegões.
Depois de três curtos, o toiro lesionou-se de forma irreversível, tendo que se dar a atuação de Luís Rouxinol por encerrada.
Esta foi portanto, a segunda lide a cavalo, sem pega...

Luís Rouxinol - Volta

3º Touro - Manuel Dias Gomes (Palha - 545 quilos)

Vestido de azul turquesa e ouro, protagonizou grande início de actuação na exigente praça de touros de Vila Franca.
Manuel Dias Gomes, recebeu com boas veronicas, duas delas com muita expressão...
De faena, após brindar a José Manuel Rainho, iniciou junto a tábuas, o seu labor com a flanela rubra, a um toiro cujo trapio impunha...
Gomes andou com valentia, executando passes por ambos os pitóns, a um toiro que ficou sempre curto, mantendo alguma brusquidão durante toda a sua estadia na arena.

Magníficos dois pares deixados por João Ferreira e um outro, por João Martins. Especial destaque para o primeiro de Ferreira. Conhecedor da qualidade, o público de Vila Franca, 'obrigou' o toureiro de prata a saudar com a montera em mão.

Manuel Dias Gomes - Volta

2º Touro - Nuno Casquinha (Palha - 465 quilos)

Bem recebido de capote o segundo da ordem, por parte de Nuno Casquinha.
Veronicas marcadas por um 'estranho' feito pelo toiro de Palha, que nunca ofereceu facilidades.
Saiu ao quite Manuel Dias Gomes, lanceando por chicuelinas de boa nota e seguiu Casquinha para um bom tércio de bandarilhas.
De muleta e perante a total impossibilidade de faena, abreviou Casquinha, tendo brindado ao público e à família Antunes.
Casquinha sofreu aparatosa voltareta, tendo recolhido à enfermaria no término da sua actuação.

Nuno Casquinha - Não foi autorizada volta

1º Touro - Luís Rouxinol e Luís Rouxinol Júnior - (Palha - 580 quilos)

Excelente início de faena, brindada à família do matador de toiros José Júlio.
Actuação curta, com quatro ferros compridos. O primeiro cravado por Luís Rouxinol Júnior em sorte de gaiola, saindo seu pai imediatamente ao quite, cravando o segundo comprido, a que se seguiram mais um por cada ginete.
Aquando da troca de montada, um dos bandarilheiros da quadrilha de Luís Rouxinol, chamou o oponente para tábuas, tapando-lhe a saída, 'proporcionando' que o mesmo embatesse contra tábuas, partindo um dos pitóns.
Lide abortada, para grande 'revolta' do público que acaba por preencher quase três quarto da lotação da Palha Blanco.

Cortesias...

O TouroeOuro está hoje em DIRECTO de uma das mais prestigiadas e sérias praças de touros do país, a Palha Blanco, em Vila Franca de Xira.
Sob o comando da também ela pretigiada família Levesinho, eis que começou já o espectáculo onde em cartel estão os cavaleiros Luís Rouxinol e Luís Rouxinol Júnior, bem como os matadores de toiros Nuno Casquinha e Manuel Dias Gomes.
As pegas estarão por conta do Grupo de Forcados Amadores de Vila Franca de Xira, sendo que se lidará um curro de toiros da ganadaria Palha.

As cortesias já se fizeram, estando o espectáculo com direcção a cargo de Ricardo Dias, assessorado pelo médico veterinário, José Manuel Lourenço.

A Palha Blanco, em dia de eleições, regista uma entrada que ronda os dois terços fortes.

Este dia, ficará também marcado, pela Homenagem, diga-se, muito justa Homenagem ao matador de toiros vilafranquense José Júlio Venâncio Antunes, conhecido no meio taurino, como José Júlio.
José Júlio, nasceu como já referimos, em Vila Franca, no dia 31 de Janeiro do ano 1935. Cedo começou a sonhar faenas, sendo que apenas aos 16 anos de idade, integrou a Escola de Toureio da Golegã, tendo como Mestre, Patrício Cecílio.
Estreou-se na Praça de Touros do Cartaxo, em 1955, tendo vestido luces pela primeira vez, em Santarém, no ano seguinte.
Debutou em Las Ventas, em Setembro de 1959, tendo cortado uma valorosa orelha.
A alternativa, chegaria no mesmo ano, em Zaragoza, tendo como padrinho, Manuel Jiménez Moreno 'Chicuelo'.

Hoje, é aqui homenageado, na pessoa de seu irmão, Dário Venâncio e seu sobrinho, David Antunes, pelo facto do seu estado de saúde não permitir que aqui, recolha pessoalmente, uma importante salva de palmas.

google.com, pub-5416276538842499, DIRECT, f08c47fec0942fa0